sábado, 28 de fevereiro de 2015

DEUSES E HERÓIS – Zelita Seabra


Bela compilação, que apresenta de forma sintética e bem didática as principais histórias da mitologia grega, além do resumo esquemático da Ilíada e da Odisseia, apresentadas canto a canto. O livro encerra com um extenso glossário, que torna a obra útil e relevante para estudantes e demais interessados na Grécia antiga.

Para mim o deleite maior foi retornar ao maravilhamento que experimentei durante a leitura da Ilíada e da Odisseia. Como no momento estou assistindo pela segunda vez a uma versão televisiva do Mahabharata, o colossal épico indiano, fiquei pensando muito no encanto e na riqueza imorredoura dos grandes clássicos.

O que, por extensão, me levou a pensar sobre essa curiosa enfermidade mental dos tempos modernos, que é considerar o novo como sempre melhor que o antigo. Creio que essa doença que afeta a percepção e o julgamento tem sua origem em dois grandes movimentos coletivos, que são o Evolucionismo Cultural e a Indústria do Consumo. Por um lado, o Evolucionismo Cultural (uma adaptação meio “Mandrake” da Teoria da Evolução à sociedade humana, que foi concebida para justificar o Imperialismo Europeu) nos induz a considerar como ápice de realização e sabedoria humanas o cidadão europeu (e, mais recentemente, norte-americano) médio. Por outro lado, a Indústria do Consumo hipnotiza corações e mentes para comprar a última novidade, que sempre será melhor e mais interessante que a novidade de ontem, que deve ser descartada como lixo inútil, pois só assim se mantém a grande roda dourada do consumo funcionando...

E daí resulta esse curioso fenômeno, que é haver tantas pessoas achando imprescindível ler e ver os Cinquenta Tons de Cinza, e que talvez nem saibam se a Odisseia, a Ilíada e o Mahabharata são de comer ou de passar no cabelo...

Acho triste, isso.

***
ANUNNAKI – Mensageiros do Vento



AS SANDÁLIAS DO PESCADOR – Morris West


Custei muito a terminar essa leitura. O enfado não se deve a uma falta de perícia do autor que, pelo contrário, é muito hábil (como pude comprovar em pelo menos outra obra dele: “Proteu”). O problema é que a história ficou velha e datada muito rápido... nada mais antigo que o jornal do dia anterior, nada mais ultrapassado que a polêmica de ontem.

A constatação da senilidade precoce da trama de “As Sandálias do Pescador” acabou se tornando o maior interesse da leitura. A trama gira em torno da eleição de um novo Papa e os desafios enfrentados por ele em um mundo moderno e em constante mudança. E aí é que está, tudo já mudou tanto de lá para cá que chega a ser chocante. Quer dizer, chocante para mim, que fiquei boquiaberto diante da renúncia do Papa Bento XVI... é que ainda me impressiono com essas confirmações de profecias do Apocalipse, bobeira minha...

É incrível como o mundo mudou nesses quarenta anos desde que o livro foi escrito! E o mais impressionante é constatar como a Igreja Católica, que dominou o mundo por tantos séculos, está nitidamente se esfarelando em pleno ar... sinais dos tempos!

Ler esse livro de deixou bem convencido de que o fim da Igreja está próximo... e depois, de acordo com as profecias, vem o Apocalipse! Que venha logo, já não era sem tempo...

Realmente, não esperava que essa leitura fosse tão chata e assombrosa ao mesmo tempo! São esses maravilhamentos inesperados da leitura...



***
O SINCRONICÍDIO



terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

COMPARAÇÃO DE TRADUÇÕES DA OBRA DE FIODOR DOSTOIÉVSKI OS IRMÃOS KARAMÁZOV


A primeira capa, Edição da década de 1970 da obra de Fiodor Dostoiévski com antiga tradução da língua francesa, que permitiu equívocos na tradução a exemplo do caso possessivo, além de apresentar uma ortografia já há muito em desuso.
A segunda, a mesma obra com edição em 2009, traduzida diretamente do original russo em 1976, e revisada em 2009 para uma linguagem hipermoderna, o que a torna mais esclarecedora para alguns leitores, considerei no entanto uma perda de características ambiental e linguística relativa à época do autor, alem do fato de traduzir-se nomes próprios, com o intuito talvez, de familiarizar o leitor, a exemplo: Miusóv passa a Miussov.
Valendo a máxima “Toda tradução é uma traição”, qualquer que seja a tradução ou edição, no entanto, sempre valerá a pena a leitura dessa clássica obra da literatura universal, Os Irmãos Karmázov já foi e ainda é para muitos outros autores o maior romance já escrito.
Fábio Bahia

domingo, 22 de fevereiro de 2015

RESENHA - ”UMA CHANCE PARA RECOMEÇAR” - LISA KLEYPAS




LIVRO:”UMA CHANCE PARA RECOMEÇAR”

AUTORA:LISA KLEYPAS

TÍTULO ORIGINAL:”CHRISTMAS EVE AT FRIDAY HARBOR”

TRADUÇÃO: BÁRBARA MENEZES

EDITORA: NOVO CONCEITO

PÁGINAS – 174
1ª  EDIÇÃO
IMPRESSÃO 201
CATEGORIA: FICÇÃO NORTE-AMERICANA
ASSUNTO: DRAMA
ISBN: - 978-85-8163-600-9





Chance Para Recomeçar, Uma





CITAÇÃO: [...] Ele não era o único. Um grande número de pais acreditava que as crianças ficavam melhores com uma dieta rigorosa de realidade, em vez de serem confundidas com histórias de criaturas inventadas, ou animais falantes, ou Papai Noel. [...].”(pág. 34)



ANÁLISE TÉCNICA:








-CAPA-



Uma menina com gorro de crochê olhando através de uma a vitrine os presentes de Natal.O título e nome da autora em um quadro natalino rodeado de neve.

Muito lindinha a capa e tudo haver com o livro.

Design da capa: Pecher und Soiron GmbH & Co.KG (Alemanha).





(nota:5,00 de 5,00)







-DIAGRAMAÇÃO:



As folhas são amareladas com letras pretas que facilitam a leitura.



Conteúdo: dedicatória; prólogo; 14 capítulos numerados e com traços sublinhados abaixo. Ao final de cada capítulo logotipo de pequena folha com sublinhado acima.

 



Produção editorial: Equipe Novo conceito.

Impressão e acabamento Sermograf 231014.



A diagramação da NC tem sido simples, porém a contento para leitura.



(nota:4,50 de 5,00 )







- ESCRITA:



Bem a escrita é narrativa e feita por uma terceira pessoa desconhecida, intercalada por diálogos dinâmicos e elucidativos.



A revisão está muito bem feita e não encontrei nenhum erro de qualquer tipo.



A autora tem uma escrita envolvente e cativante, necessária para uma história de amor verdadeiro.





(nota:4,90 de 5,00)







CITAÇÃO: “[...] A fé é uma escolha. Eu posso acreditar em anjos se quiser.” (pág. 110)





RESUMO SINÓPTICO:



Mark Nolan é um solteiro convicto e mora só em Friday Harbor onde tem um negócio de torrefação de café. Após a morte da irmã Victoria em um acidente, se vê com a responsabilidade de cuidar da sobrinha Holly, porque a irmã deixou em testamento essa obrigação para ele.



Achando inadequado criar uma criança em seu pequeno apartamento, Mark consegue convencer Sam, seu irmão, em ir morar com ele e Maggie no vinhedo de Sam. Fazem uma reforma e se mudam para lá.



Maggie Collins se muda para a ilha e abre uma loja de brinquedos após ver seu casamento acabar em apenas um ano. Não acredita mais no amor, porém acredita na magia da imaginação e está muito feliz com sua loja de sonhos infantis...



Mark estava com grandes dificuldades para cuidar de Holly, principalmente porque ela deixou de falar após a morte da mãe. Mark, Sam e Alex o outro irmão que estava casado com Darcy e acabou se separando queriam apenas o melhor para Holly e tinham muito amor.Sam encontra uma carta de Holly para o papai Noel pedindo uma mãe...



Mark entra na loja de brinquedos com Holly e logo Maggie se apega a menininha carente e a trata como uma criança ‘normal’, cheia de sonhos e acaba encontrando uma maneira de fazer Holly voltar a falar...O encantamento entre Maggie e Mark é instantâneo, embora ele não dê o braço a torcer e ela não queira mais envolvimento com nenhum homem...















ANÁLISE CRÍTICA E DO AUTORA:



Li esse livro no final do ano passado, bem na época natalina, quando a magia está no ar e quem de nós não precisa um pouco de magia uma vez ou outra?



O livro basicamente fala de amor, daquele amor imensurável, onde só se quer a felicidade do outro, daquele a quem amamos e do quanto esse amor pode mudar alguns conceitos arraigados que temos.



Um livro fofo, delicado, com um pouco de drama para dar a pitada de angústia, entretanto, totalmente enternecedor, sensível, amoroso e sentimental. Não é daqueles livros cheio de profundidade, onde há arrebatamento,não é denso nem intenso,  é um livro linear, de leitura tranqüila e carregado de amor!



Recomendo claro, principalmente para aquelas pessoas que não acreditam mais na magia da vida nem do amor, porque essas pessoas poderão ser tocadas em seus corações e buscarem um novo sentido para vida!





NOTA: 4,50 de 5,00




smiley livrosmiley livrosmiley livro smiley livrosmiley livro



SOBRE O AUTORA:

 




Lisa Kleypas graduou-se em Ciência Política na Wellesley College. Ela já ganhou o prêmio RITA, da Romance Writers of America, nas categorias romance histórico e ficção feminina contemporânea. Seus livros foram publicados em quatorze idiomas e são best-sellers em todo o mundo. Lisa vive em Washington com o marido, Gregory, e os dois filhos.

CORTESIA EDITORA NOVO CONCEITO!!

cheirinhos
Rudy

 

RESENHA - ”QUANDO UM HOMEM AMA UMA MULHER” - BELLA ANDRE



LIVRO:”QUANDO UM HOMEM AMA UMA MULHER”
SÉRIE:OS SULLIVANS
AUTORA: BELLA ANDRE 
TÍTULO ORIGINAL:”KISSING UNDER THE MISTLETOE”
TRADUÇÃO: MARSELY DE MARCO MARTINS DANTAS
EDITORA: NOVO CONCEITO
PÁGINAS –298
1ª  EDIÇÃO
IMPRESSÃO 2015
CATEGORIA: FICÇÃO
ASSUNTO: ROMANCE
ISBN: - 978-85-8163-686-3



Quando um homem ama uma mulher






CITAÇÃO: E ela nunca antes se aninhou tão facilmente nos braços de um homem, como se finalmente tivesse encontrado o lugar em que deveria estar.” (pág. 85)




ANÁLISE TÉCNICA:

 



-CAPA-



O ombro desnudo de uma mulher e uma mão masculina  acariciando (?) seu pescoço.

A capa é muito escura.

Passa a impressão de erotismo.



(nota: 4,50 de 5,00)







-DIAGRAMAÇÃO:



Produção editorial Equipe Novo conceito.

Impressão e acabamento Intergraf 050115.

As folhas são amareladas com letras pretas.

Conteúdo: dedicatória; recado da autora; prólogo; 25 capítulos numerados por extenso; epílogo; e, sucessos da autora.



A diagramação não tem nada de extraordinária, porém é bem eficaz.

Formato/Acabamento: 16x23x1,9

Peso: 0.42 kg



(nota:4,80 de 5,00 )







- ESCRITA:



A narrativa é feita em terceira pessoa desconhecida, intermediada pelas lembranças e diálogos da protagonista (Mary).

É uma linguagem acessível, simples que torna a leitura fluida e bem rápida.





(nota:4,90 de 5,00)







CITAÇÃO: “[...] Uma jovem mãe tentando simultaneamente segurar as mãos de três crianças barulhentas. Um homem de negócios que chegou tenso e nervoso, mas, quando viu os filhos no meio da multidão, imediatamente jogou a pasta no chão para receber seus abraços.[...].(pág. 197)





RESUMO SINÓPTICO:



Mary Sullivan está na cabana do Lago Tahoe aguardando a família que tanto amava para mais uma comemoração natalina. Já tinha acendido o fogo na lareira, porque a neve tomava conta do lugar e tinha baixado e muito à temperatura.



O Natal Sullivan desse ano será verdadeiramente especial porque seus oito filhos e as famílias deles chegariam ao anoitecer, enchendo sua vida de amor e alegria.Foi ao depósito pegar os enfeites para colocar na árvore e enfeitá-la, a cada enfeite ela lembrava de cada filho e por último, pegou os enfeites dela e de Jack...Volta ao passado relembrando como tudo começou...



Nos anos 70 em São Francisco, Mary Ferrer era uma supermodelo, famosa no mundo inteiro. Saiu de casa na Itália aos 19 anos e tornou-se determinada e independente. Agora com um pouco mais de 30 anos, não sabia o que fazer com o resto de sua vida.



Jack Sullivan era um engenheiro inteligente, bonito e gentil. Dedicou uma década de sua carreira na criação da agenda eletrônica. Agora tinha apenas 24h para conseguir convencer seu distribuidor de que seria um sucesso de vendas no Natal e para isso precisava de um campanha publicitária arrasadora.



Quando saiu da reunião com os amigos/sócios Larry e Howie, resolveu passar pela Union Square para assistir a gravação de um comercial e ver transformada fantasia em realidade. Eles se deparam com Mary fotografando e Jack sabe que ali está a solução para seus problemas... em todos os sentidos.







ANÁLISE CRÍTICA E DO AUTORA:



Desde que comecei a ler o primeiro livro da série Sullivan, ficava me perguntando como teria sido o início de toda formação do clã Sullivan. Mary estava sempre presente nos livros de forma coadjuvante, em pequenas passagens, pequenos conselhos e muito amor.



E com que tenacidade a Bella Andre teve o instinto em fechar a série com um livro dedicado exclusivamente a Mary e Jack,mostrando como foi que surgiu o grande amor entre os dois e como se relacionavam, como era a vida de ambos antes de se conhecerem.



Todos os livros da série são bons, uns mais, outros menos, entretanto, a meu ver, esse é o melhor de todos que li da série, porque mostra toda a origem de uma família bem estruturada, mostra porque o caráter dos filhos Sullivan são tão bem formados e mais... mostra quem realmente eram Mary e Jack e o tamanho de amor que tinham um pelo outro.



Sei, sei que muitos não gostam dos romances da Bella porque acham clichês, se desenvolvem de forma rápida, uma paixão a primeira vista, etc, etc... mas, eu gosto justamente por tudo isso. Hoje em dia as pessoas não conseguem nem se olhar mais, tornaram-se tão egoístas que até olhar para o outro é difícil que dirá descobrir o amor através do olhar?!...Ela traz o romantismo tão esquecido na atualidade, traz o erotismo sem ser escrachado, decorrente do romance e ainda alia a tudo isso uma pequena dose de drama nos enredos que faz com que nós leitores fiquemos totalmente envolvidos com o desenrolar do livro e acabamos esquecendo o tempo, lembrando dele apenas ao virar a última página.



Como nunca discuto gosto, porque é pessoal, digo que, para quem gosta de romance, amor verdadeiro (mesmo que ficcional), um tantinho de drama e finais felizes, é o livro é mais que recomendado. Leitura leve e descontraída!!





NOTA : 5,00 de 5,00



smiley livrosmiley livrosmiley livro smiley livrosmiley livro







SOBRE O AUTORA:





Bella Andre é conhecida pelas histórias sensuais. Seus livros foram traduzidos para 9 línguas, e são best-sellers em muitos países do mundo. Quando não está no computador, você pode encontrá-la lendo seus autores favoritos, caminhando, nadando ou sorrindo. Casada e mãe de dois filhos, Bella vive na Califórnia.

CORTESIA  EDITORA NOVO CONCEITO!


cheirinhos
Rudy
 

EDITORA MADRAS - Nova parceira

Oi meninos!

Trago NOVIDADES !!!!

A querida CRL acabou de firmar parceria com a Editora Madras. A Madras atua no mercado editorial há 19 anos e é reconhecida como a maior editora holística e maçônica. Recentemente atingiu o mercado de Rock (Pop) e Umbanda.


E agora criou o selo Madras Teen através do qual publicará livros de literatura fantástica. Não é mara!!! E sabem o quê mais? Um dos novos contratados da Madra é quem? Nada mais, nada menos que a nossa já muito conhecida e admirada escritora Simone O. Marques que é destaque nesse estilo literário. Ahhhh, fala sério, isso é ou não é tudo de bom???? J

Acessem o link da Editora para saber mais sobre ela:

http://www.madras.com.br/portal/

Então espero muitos cliques aqui (Theo Pereira baixou em mim... kikiki...) e nas futuras postagens da Madra. E em breve, mais novidades. Que gostou toca aqui, quer dizer, comente aqui. ;P


bj da angel ;)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...