terça-feira, 20 de novembro de 2012

O POBRE DE DEUS – Nikos Kazantzakis




Um maravilhoso livro vivo!

Grandes escritores surgem com relativa frequência na história da humanidade. Seus livros são fonte de inspiração, entretenimento e aprendizado, verdadeiros tesouros de conhecimento.

Dentre esses célebres autores, bem menor é o número daqueles que, por vocação irresistível ou decisão deliberada, utilizam seu enorme talento com o firme propósito de elevar o espírito humano. Através de suas obras, é permitido ao homem vislumbrar o tesouro mais precioso, que jaz escondido dentro de si mesmo.

Nikos Kazantzakis é certamente um desses raros. No panteão da alta literatura, ele ocupa o mais elevado posto, onde só as águias se atrevem, ao lado de nomes como Hermann Hesse, Leon Tolstoi, Khalil Gibran e Clarice Lispector.

“O Pobre de Deus” não é um texto religioso. É literatura em grau máximo, que cumpre com pleno êxito o propósito maior de toda Arte: libertar o homem.



Esse livro sacode o leitor por dentro, chacoalha a alma, faz despertar do “sono metafísico”. Foram muitas as páginas que banhei com lágrimas abundantes, não de tristeza, mas daquela emoção indizível que sentimos diante da Beleza profunda. Outras páginas me fizeram rir muito, gargalhar como há muito não fazia, não com a hilaridade cínica dos adultos, e sim com o riso puro e contagiante da criança descobrindo o mundo.

Francisco de Assis não poderia ter encontrado um melhor cronista de sua vida e obra, fiel não ao detalhe histórico, mas sobretudo à essência. Genial foi a invenção do narrador da história, o Irmão Leão, ao mesmo tempo companheiro fiel e alterego de Francisco.

Graças a ele, as monumentais batalhas da alma, que só ocorrem nos grandes santos, deixam de ser o Segredo Invisível e tornam-se acessíveis ao comum dos homens, pelo simples ato da leitura.

Uma obra inigualável! Sou muito grato a Deus, que me permitiu ler esse livro.


***///***
Aproveito para convidar você a conhecer o livro O SINCRONICÍDIO:

Booktrailler:
http://youtu.be/Umq25bFP1HI

Blog:
http://sincronicidio.blogspot.com/
 
***///***
LEIA AGORA (porque não existe outro momento):


5 comentários:

  1. Que bom que você gostou do meu poema Mude.
    Mude, mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade.
    Que, aliás, não é de Clarice Lispector.
    Se puder, veja o poema todo, assim como o vídeo e o livro Mude, publicado pela Pandabooks, com prefácio de Antonio Abujamra, e à venda nas maiores livrarias.

    Além disso, tal poema também já foi publicado por Pedro Bial na faixa 4 do CD Filtro Solar.
    Detalhes em http://Mude.blogspot.com

    /// Para o poeta, o importante é encantar o coração do leitor. Mesmo que este suponha ter sido encantado por Clarice Lispector.

    E o vídeo Mude pode ser visto aqui, no Comercial da Fiat:
    http://www.youtube.com/watch?v=-IwFkGLRKps
    Ou aqui:
    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=KlP9XpjVsas

    Agradeço pelo elogio "indireto"... rs!

    /// Abraços,

    http://docesabordoslivros.blogspot.com.br/2012/11/mudanca-clarice-lispector.html#comment-form

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O poema mude é inspiradíssimo, gostei demais, parabéns!
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  2. CONVITE: Rádio Internacional Jesus é o Caminho

    Visite nossa rádio acessando: http://radioiijc.com/

    Fico muito grato, se quiser adicioná-lo no seu blog, fique a vontade. Está autorizado.

    Abraços e fica com DEUS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pr. Bessa!
      Farei uma visita por lá!
      Obrigada pela visita e pela oferta.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
  3. Fabinho!
    O livro é fabuloso e realmente abala nossas estruturas e nos faz questionar muitas coisas.
    Parabéns pela resenha.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...