sexta-feira, 25 de abril de 2014

A Noite dos Mortos Vivos_ John Russo




"Que coisas poderíamos aprender com os mortos se eles encontrassem um modo de voltar pra nós,de voltar dos mortos?
  Seriam nossos amigos?Ou nossos inimigos?

A Noite dos Mortos Vivos é um livro baseado no clássico filme
do mesmo nome.Mortos que ressuscitam e viram canibais dispostos
a tudo por um pedacinho de carne humana.

 "Tom e Judy não puderam sentir seus cadáveres sendo retalhados.
Não puderam ouvir os ossos e as cartilagens sendo torcidos e
quebrados nas juntas.Não puderam gritar quando os mortos-vivos
vorazes arrancaram seus corações,pulmões,rins e intestinos."

"O morto-vivo se ajoelhou sobre a garota inconsciente,enquanto a saliva escorria de seus lábios mortos.Com um lampejo de lascívia
nos olhos,ele mordeu a carne macia do seu pescoço e demorou-se ali.
O morto-vivo inclinou a cabeça e cravou os dentes nos seios firmes
da garota,arrancando e mastigando pedaços de um e depois do outro.
Quando a criatura levantou a cabeça,rasgou um de seus mamilos."

"O quarto estava totalmente impregnado com o cheiro nauseante de
carne putrefata,depois que o cadáver ficara confinado ali durante várias horas.
Ben foi até o banheiro e ergue a janela alguns centímetros,inspirando aviadamente o ar fresco da noite;mas o cheiro de coisas mortas lá fora o alcançou."

Para os leitores que gostam desse tipo de leitura é um prato
cheio(com o perdão do trocadilho).É uma espécie de leitura meio
mórbida mas que sem dúvida nenhuma me agradou muito.
O que realmente gostei foi da atmosfera sinistra e mórbida do livro.
Confesso que senti até um certo medo de ficar com as luzes apagadas.
O autor  conseguiu levar para o livro um suspense que o filme não tem.Na minha opinião o filme,apesar de ser um grande clássico,não consegue passar aquela sensação de desespero,medo que o livro traz.
Acredito que seja a imaginação do leitor que torna o livro mais
impactante que o filme.Pessoas ávidas por leitura como eu tem esse tipo de problema:sofremos de imaginação muito fértil.Então quando você  lê que alguém está caminhando sozinho pelo cemitério quando está começando a escurecer é o suficiente pra imaginação ir muito longe.
Na verdade esse livro contém dois romances:A Noite dos Mortos Vivos
e A Volta dos Mortos Vivos.Os dois são excelentes leituras,sendo que o primeiro é um terror cru e o segundo  já é um suspense.
Esperei ansiosamente pela chegada desse livro e a espera valeu a pena.Leitura de primeira!!!

17 comentários:

  1. caro amigo joão, tenho certa dificuldade com livros que chegam depois do filme, baseado em um filme, aconteceu comigo com "o oitavo passageiro". o filme é um clássico, maravilhoso. o livro um pastiche daqueles de dar dó. então comecei a ficar preconceituoso. essa me parece ser mais uma dessas versões, se bem entendi. gosto de livros de terror, iniciei minha vida de leitor por "o exorcista" e foi por causa dele que hoje sou um viciado. então quero poder apreciar uma leitura, mesmo que ela tenha sido baseada em um filme de sucesso. você está me convencendo a rever conceitos. bela resenhas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rodolfo,mais uma vez obrigado pelo tempo e paciência dedicado a ler minhas resenhas!Eu ao contrário de você,tenho dificuldades com filmes baseados em livros.Sou muito crítico a respeito disso por que acredito que na maioria das vezes minha imaginação funciona melhor do que a dos diretores dos filmes eheheh..mas o legal de tudo isso é essa diversidade que nós leitores encontramos pelo caminho né..cada leitor com seu gosto diferente e é claro sempre trocando informações a respeito dos livros.Eu já havia assistido o filme há vários anos atrás e depois de ler o livro fui dar uma espiada de novo.Mas ainda assim o filme não conseguiu me deixar com aquela sensação de que algo poderia estar debaixo da cama ou atrás do armário.Já o livro apesar de ser como disse um terror cru,me deu aquele medinho gostoso que sentimos quando lemos algo que nos impressiona.Claro que não foi o livro todo mas sem dúvida o início do livro quando Bárbara sai correndo do cemitério no escuro com o morto vivo atrás dela é sem comparação com o inicio do filme.
      No filme é tudo rápido,sem aquele desespero descrito no livro.Mas o filme não deixa de ter o seu mérito!
      Grande abraço!

      Excluir
  2. Amigo eu não gosto deste tipo de livro mais amei a resenha
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado da resenha!Passando lá no blog pra visitar!Abraço.

      Excluir
  3. João, meu querido amigo, fala sério: Como assim, medinho gostoso????
    Vou confiar na sua palavra, como sempre, mas vou deixar passar essa dica, ok?
    Vou ficar com meus romances escandalosos e, depois dessa sua resenha maravilhosa sobre um livro de terror, você perdeu a chance de criticar os meus livros eróticos! rsrsrsrsrsrsrsr
    Bom fim de semana, e não esqueça de olhar debaixo da cama todos os dias! É a maldição de quem gosta de livros sobre zumbis!
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sueli,nada como sentir um "medinho gostoso" de vez em quando.
      Espero que não precise olhar debaixo da cama daqui em diante pra ver se não ficou nem um zumbi por lá ehehheeh.
      Valeu por ter vindo ler minha resenha!Grande abraço.

      Excluir
  4. João, meu queridão, essa coisa de morto vivo não é comigo... hehehe.
    Adorei a sua resenha, mas vou copiar a minha amiga Sueli e deixar passar essa dica.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Marilda!!Valeu por mais uma vez ter vindo aqui ler uma resenha minha!

      Excluir
  5. João, perfeita resenha, a cada dia melhor. Mas creio que não seja um tipo de leitura que eu vá ler...hehehehe! Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fabiano!!Dá uma chance pra Noite dos Mortos Vivos ehhehehehh

      Excluir
  6. Confesso que esse tema não me atrai rs Sua resenha ficou ótima!

    ResponderExcluir
  7. massa demais a resenha!!!
    fiquei com vontade de ler o livro!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fábio,se aprecia esse gênero via gostar srsrs!

      Excluir
  8. João!
    A meu ver o livro é sempre melhor que o filme, mesmo quando a adaptação é bem feita.
    No livro podemos sentir a empatia de nossas vivências e sentir cada emoção com mais profundidade e até avaliá-las o quando nos chocam, nos dão medo ou outro tipo de sensação.
    Bem feliz em ver suas resenhas aqui e abrilhantar o blog que é uma segunda paixão minha.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os livros sempre são melhores né Rudy.Acredito que é por causa da nossa imaginação,ela pode ir em várias direções enquanto que num filme só segue por uma ...dificilmente um filme é melhor do que um livro,posso contar nos dedos de uma mão as vezes que realmente gostei de uma adaptação de um livro pra filme.Grande abraço.

      Excluir
  9. Oi pessoinhas!

    Então, sempre fico com um pé atrás com as histórias de mortos vivos. É que sou uma pessoa medrosa e, SUELI e MARILDA sou como o João no que diz respeito a sentir um medinho gostoso...kikiki... RODOLFO sabe o quanto sou medrosa, mas, ó, eu curto sentir medo com certas leituras mesmo que depois durma com a luz acesa...rs.... Mas, quase nunca sinto medo com histórias de mortos vivos. Enfim, João, que é fã de King e adora como poucos histórias de terror deve saber o que está falando, assim, um dia irei adquirir esse livro, quando não sei, mas, entrou pra listinha.

    bj queridos, da angel ;)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...