sábado, 21 de julho de 2012

ERAGON - Christopher Paolini

Pessoal, essa é a primeira resenha, de um livro, que escrevo. Por isso está bem simples, mas logo pego prática. 

CICLO HERANÇA – CHRISTOPHER PAOLINI
LIVRO 1 – ERAGON

            Um jovem camponês, uma pedra misteriosa, uma elfa, um rei malvado e um contador de histórias. Ao analisar por esse lado o leitor pode se deparar com o seguinte questionamento: Será mais uma história clichê? Errado! Quando terminei de ler O Senhor dos Anéis me senti vazio, como se tivesse acabado a melhor história de fantasia e que eu nunca mais leria algo tão grandioso. Então, foi uma grande surpresa, quando meu vizinho me ofereceu um e-book do Eragon. “O filme é decepcionante, Allan, mas quem sabe você goste do livro, que é totalmente diferente.” Foi o primeiro e-book que li e, com certeza, me fez parar várias vezes e olhar para o nada, excitado com a estória. O livro me transportou para uma terra totalmente desconhecida, cruzei desertos, lagos e florestas. Conheci cidades grandes e pequenas, raças de anões, elfos e humanos, espectros, urgals e dragões. Aprendi que mesmo na maldade de um rei o povo pode viver feliz (falsamente feliz) e que uma guerra rebelde iminente pode ser um elo para o desastre, mesmo com as melhores intenções. Então, vou tentar resumir um pouco da vida do personagem principal, homônimo do livro, Eragon.

Eragon é um rapaz de 15 anos que foi criado pelo tio, Garrow. Sua estória começa com o jovem camponês encontrando uma misteriosa pedra azul, descobrindo posteriormente que era um ovo de dragão. Desse ovo, nasce Saphira, que passa a compartilhar sua mente e sua vida. A jornada de Eragon pela terra de Alagäesia começa quando os subordinados do rei Galbatorix descobre o paradeiro do ovo de dragão e vai ao seu encalço. Com a ajuda de Brom, o contador de histórias, Eragon e Saphira fogem de sua vila com o objetivo de encontrar a proteção dos Varden, o exército rebelde. Durante sua fuga, Eragon começa a descobrir sobre seu passado, seus pais. Descobre sentimentos como ódio e amor e começa a entender que confiança se conquista dia-a-dia e que, é justamente esse laço de confiança que será indispensável em toda sua jornada em busca por justiça.

Primeira frase do livro: “O vento uivava na noite, carregando um aroma que mudaria o mundo”.

Este livro é o primeiro da série Ciclo Herança, composto de quatro livros, e escrito por Christopher Paolini. O escritor começou a escrever com 15 anos e, na medida do desenvolvimento de sua obra, percebe-se o crescimento intelectual, a destreza e o aprofundamento na descrição de seus personagens. Junto com seu amadurecimento houve quase uma harmonia escritor-personagem, pois ambos cresceram juntos. Por fim, o livro não tem nada a ver com anéis mágicos, pode haver elfos e anões, mas é tão grandioso quanto Senhor dos Aneis. O mundo criado chega a ser palpável, a língua antiga me fez quase acreditar na magia (a ponto de tentar aprender a língua). A história é uma obra-prima indispensável aos amantes da leitura de Fantasias épicas.

Informações adicionais: o livro foi adaptado para o cinema, porém foi um fracasso. As mudanças que ocorreram no filme dariam para criar um novo livro e os atores são incompatíveis com os personagens, excetuando, talvez, os que interpretaram Arya e Brom. O quarto e último livro da série será lançado no Brasil no dia 04 de Agosto, pela Editora Rocco (informação extraída da sua página do facebook) e terá aproximadamente 808 páginas. Os livros que compõem o Ciclo Herança são: Eragon, Eldest, Brisingr e Inheritance (no Brasil será traduzido para Herança).
Assim que possível, postarei a resenha dos outros livros dessa série.

4 comentários:

  1. ADORO!!!!!

    http://estilohedonico.blogspot.pt/

    xoxo

    ResponderExcluir
  2. Excelente estreia, Allan!!!
    Seja muito bem-vindo!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi Allan, seja bem vindo menino!

    Adorei a resenha! Ainda não li o livro, só vi o filme, mas, minha filha Suelen o leu e durante o período de sua leitura eu escutamos "n" vezes ela dizendo: "não acredito que fizeram 'aquele' filme!" e discorria numa comparação sem fim... Até levou bronca da mamis aqui e da irmã, porque, poxa, o comentário surgia a cada nova passagem da história interrompendo a irmã que estava estudando e eu que estava resenhando/lendo... Mas isso seria o de menos, o problema é que ela contava com detalhes as passagens e nós duas ainda não lemos o livro e, portanto, não queríamos spoiler... foi até engraçado... Por isso, gostei muito de saber que com o filme daria para escrever outro livro... Vou contar falar pra Su ver a resenha, ela vai gostar... Ela está terminando a leitura do 3o livro e já está me cobrando para comprar o 4o...

    Parabéns, menino! Que venham outras resenhas! :)

    bj da angel ;)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...