domingo, 13 de novembro de 2011

[promoção]EM ALGUM LUGAR DO PARAÍSO/O PERFUME DO PAU-ROSA/O DIÁRIO DAS REVELAÇÕES

Olá Pessoinhas! J
A promoção do Blog e Comunidade Resenhas Literárias de novembro está imperdível, confiram aí:

OS PARCEIROS:

EDITORA OBJETIVA
4 (quatro exemplares)

ESCRITOR LUIZ LAUSCHNER
3 (três) exemplares
Samaumeira - a árvore mais comentada nas perguntas para o Luiz Lauschner (o escritor está à direita na foto)


ESCRITOR JOÃO FERNANDO SILVA GRECO
1 (um) exemplar impresso
5 (cinco) exemplares e-books



PERÍODO DA PROMOÇÃO: de 13 a 22/11/2011 às 21:00 horas

CRITÉRIO DE PREMIAÇÃO: SORTEIO

REGRAS:
1) Para participar é só responder as perguntas abaixo e a pergunta única que será feita no Orkut, na Comunidade Resenhas Literárias, ACESSE AQUI.


ATENÇÃO: só entrará para o sorteio o participante que responder as perguntas do blog e a da comunidade.
2) Os membros residentes no exterior poderão participar desde que, se contemplados, forneçam um endereço no Brasil para o envio do livro.
3) Quem não informar o endereço em até 3 dias contados da data da divulgação dos contemplados perderá o direito a ele, neste caso, o livro será novamente sorteado entre os participantes não contemplados.

P E R G U N T A S

EM ALGUM LUGAR DO PARAÍSO – Luiz Fernando Verissimo
Trecho da crônica de abertura do livro:
“Nada a ver — ou tudo a ver, sei lá — mas feliz era Adão, o primeiro homem. Não porque estava no jardim do Paraíso, com tudo em volta para saciar sua fome e sua sede, mas porque não sabia do tempo e da morte. Vivia num eterno presente, num eterno domingo. O que vinha depois da passagem da sombra da noite não era o dia seguinte, era o mesmo dia, ou até o dia anterior, quem se importava? Adão, sozinho no Paraíso, era um homem feliz porque era um homem sem datas”.
1ª Pergunta
Você gostaria de ser uma pessoa sem datas? J

Continuação do trecho anterior:
“Mas quando Deus colocou Eva ao lado de Adão, a primeira coisa que ela perguntou, ainda úmida da criação, só para puxar assunto, foi: “Que dia é hoje?” e ele sentiu que sua paz terminara. Ele era um homem no tempo. Um homem com um ontem e um amanhã, e um futuro estendido à sua frente como um imenso pergaminho, esperando para ser preenchido. O tempo não foi a única novidade trazida por Eva ao jardim do Paraíso. Foi ela que, dias depois, colheu o fruto proibido, que os tornou, de uma só mordida, sexuais e mortais.”
2ª Pergunta
Poderosa a Eva, hein?rs... Até que ponto você acha que a mulher exerce poder sobre o homem?

3ª Pergunta
Eva trouxe novidades para a vida de Adão, que novidade você gostaria, neste momento, que alguém trouxesse para a sua vida? [estou rindo aqui antevendo algumas respostas...rs...]

4ª Pergunta
Luiz Fernando Verissimo é reconhecido pelos seus textos inteligentes onde o bom humor é presença marcante. Nesse livro ele reuniu 41 crônicas cujos temas falam sobre passagem do tempo, vida conjugal, preguiça, solidão, anchovas norueguesas, etc. Qual desses temas você gostaria de ler?

5ª Pergunta
Vá até o site da Objetiva, na página do livro "Em algum lugar do paraíso", leia o que está disponibilizado lá (dá para ler a 1ª crônica do livro também) e copie aqui o trecho que mais lhe chamou a atenção.



O PERFUME DO PAU-ROSA – Luiz Lauschner
O livro do escritor Luiz Lauschner traz um cheiro de perfume para nossa promoção e não é qualquer cheirinho não, é o cheiro do mais famoso perfume francês: o Chanel no 5. Estão sentindo-o aí? Delíciiiaaaa!!!!
O livro publicado este ano foi selecionado em 2009, como um dos dezessete melhores do Brasil pelo critério do Programa Petrobras Cultural (PPC).

6ª Pergunta
É da árvore Pau-rosa existente na Amazônia que é extraída a matéria-prima para o famosíssimo perfume francês Chanel no 5. Que mulher no mundo não quer usar esse perfume, mas, e os danos à natureza por conta dessa extração como é que fica?

7ª Pergunta
Na sinopse do livro O Perfume do Pau-rosa no Skoob o escrittor diz: “Pretendo com esse romance mostrar o caminho que liga um perfume tão apreciado internacionalmente, à forma da sua extração, que não cheira nada bem.”
O que você acha que ele quis dizer com “à forma da sua extração, que não cheira nada bem”?

8ª Pergunta
Esse livro é uma homenagem ao Pau-rosa uma das muitas espécies de árvores existentes na Amazônia, tal qual ela, outras deverão ser homenageadas por ele em seus futuros projetos literários, conforme o escritor afirmou em entrevista na TV Amazonsat no programa Literatura em Foco. [Luiz querido, se falei abobrinha – a memória anda me pregando muitas peças...rs... – por favor me corrija]
Que outra árvore da Amazônia você gostaria de ver como pano de fundo para outro romance do escritor Luiz Lauchner?

9ª Pergunta
Vá até o site do escritor no Recanto das Letras, veja o que ele tem publicado e cite aqui o título que mais lhe agradou.


10ª Pergunta
Fale com o escritor Luiz Lauschner.

O DIÁRIO DAS REVELAÇÕES – João Fernando Silva Greco
O escritor João Fernando publicou uma nova edição de O Diário das Revelações - Uma história real, que também está disponível em e-book e aproveitando que agora a promoção acontece também no blog Resenhas Literárias resolvemos fazer outra parceria.
O livro conta a vida do escritor João Fernando desde que tinha 4 anos de idade e nele aparecem não apenas fatos de suas memórias, mas, fatos históricos como o grau de parentesco que tem com Lampião, entre outros. Confiram maiores detalhes sobre o autor e seu livro nos links abaixo e aproveite para se tornarem seguidores de ambos.
Vejam uma das muitas coisas que ele conta no livro:
“Foi doloroso perder a imagem de heroína que eu fazia de minha mãe. Assim como foi muito difícil quando percebi que o ser humano tem por hábito, olhar muito para seu próprio umbigo não importando a situação. A vida foi me mostrando, dia após dia, suas várias faces, não me deu descanso, não me conduziu até um oásis. Sou mais um brasileiro, paulista, filho de mãe solteira, que nunca conheceu o pai. Isso impacta em tudo, na hora de conseguir emprego, na hora de conseguir uma namorada, até mesmo na hora de dormir.”

11ª Pergunta
O que você diria para uma pessoa que tinha sua mãe como heroína e quando se tornou mais maduro descobriu que ela não era nada disso?

Trecho do livro:
“A vida nos arremessava de um lado para outro, nunca nos perguntou se estávamos satisfeitos, ou se aquele era o rumo que queríamos seguir. Soberana, tomava atitudes unilaterais e a seguíamos sem qualquer possibilidade de recusa. Pelo que entendi, sempre será assim, quer queiramos, ou não.”
12ª Pergunta
A vida é soberana e não nos consulta sobre nada. Achei essa afirmação muito pertinente e você, concorda com ela?

Trecho do livro: como romântica incurável adoro essa passagem do livro:
“A paixão virou amor, incontrolável em nossos corações, ele não nos dava sossego, exigia de nós que estivéssemos sempre perto um do outro, e a situação foi ficando cada vez mais difícil de ser controlada. Três meses depois, eu pedi a mão dela em casamento, não foi nada romântico, foi por telefone inclusive, fiquei surpreso com minha falta de romantismo para esse momento, mas não houvera sido uma coisa planejada, as palavras cresceram em meu coração, e...”
13ª Pergunta
A história do relacionamento de João Fernando e Vanessa é interessante: eles se conheceram pela internet, ela morando numa cidade e ele em outra, ele foi visitá-la e ambos tiveram confirmados que o que sentiam um pelo outro no mundo virtual era o mesmo no real, ou, mais intenso ainda.
Mas ele diz aí que a pediu em casamento por telefone e afirma que isso foi falta de romantismo. Você acha que foi?

14ª Pergunta
Vá até o blog do livro do escritor João Fernando Greco e copie aqui o que mais lhe chamou a atenção. Aproveite e se torne seguidor dele e do outro blog também. J


15ª Pergunta
Fale com o escritor João Fernando Silva Greco.
É isso aí meninos, todo mundo arregaçando as mangas e botando a mão na massa, isto é, no teclado...rs...

BOA SORTE!!!!
bj da angel ;)
PS: Para quem nunca participou de uma das nossas promoções e tiver dúvidas pode me contatar pelo email: angelica.pb@terra.com.br que terei prazer em saná-las. :)

PROMOÇÃO PRORROGADA até 30/11/2011 às 21:00 horas

99 comentários:

  1. Boa tarde galerinha, é um prazer inenarrável estar aqui junto de vocês, participando de mais uma promoção na comunidade Resenhas Literárias, com esse meu filho chamado O Diário das Revelações.

    Conversei com a Angel e ela achou interessante, então criei mais três formas de concorrer a um exemplar de O Diário das Revelações em formato e-book, além desses seis exemplares que disponibilizo nessa promoção.

    Basta que vocês acessem um de meus blogs, http://odiariodasrevelacoes.blogspot.com ou http://meucoracaonoturno.blogspot.com
    Tornem-se seguidores deles e deixem um comentário em um post que criei. Pronto, já estarão concorrendo a dois exemplares, um por blog. O Terceiro exemplar será sorteado para uma das pessoas que acessarem a página do livro em http://www.clubedeautores.com.br/book/28805--O_Diario_das_Revelacoes e por lá deixarem um comentário, a partir desta data.

    Lembro que os seis exemplares que disponibilizo para a promoção aqui na comunidade Resenhas Literárias, serão sorteados sob as regras dessa comunidade, independente dessa "sub-promoção" que criei em meus blogs!

    Angel, alguma coisa a acrescentar?


    Muita paz e Luz a todos!

    ResponderExcluir
  2. Oi João!

    Seja bem vindo querido, nada a acrescentar, acredito que ficou claro que você estará dando para os participantes da nossa promoção que se tornarem seguidores dos seus blogs, deixando um comentário no post que lá criou, estarão concorrendo a mais 3 e-books do seu livro, isto é, além dos 5 e-books e 1 exemplar impresso que disponibilizou para a nossa promoção. :)

    bj da angel ;)

    ResponderExcluir
  3. Ei, Luiz!
    Passei os olhos por seu perfil no recanto das letras, devo dizer que fiquei muito curioso para ler sua obra, parece interessantíssima.

    Adorei isso aqui:

    "Sou um contador de histórias. Sempre gostei de escrever. Perambulei por este Brasil desde Santa Catarina até chegar ao Amazonas".
    Deixe-me te fazer uma pergunta. Caminhando pelas veredas do recanto das letras, teve a oportunidade de conhecer uma grande amiga minha, além de minha revisora, a Márcia Luconni?

    ResponderExcluir
  4. Já li o Perfume do Pau-rosa e recomendo, uma história que mistura a leveza de sentimentos como o amor à complexa relação ambiental.

    Fique muito curiosa com o livro O diario das revelações, de João Fernando Silva Greco.

    Com certeza, volto depois para participar.

    Luiz Fernando Verissimo, já sou fã, este vai para a lista mesmo.

    ResponderExcluir
  5. TÂNIA querida, eu vi no skoob quando consultei a página do livro que você o tinha lido, muito bom saber que gostou e melhor ainda que veio aqui contar pra gente.

    O livro do JOÃO FERNANDO traz fatos interessantes e diversas situações que, lendo-as, nos lembramos de alguém conhecido que passou pelo mesmo problema e é legal porque dá pra comparar a reação de pessoas diferentes a um problema igual. E VERISSIMO dispensa comentários, né?

    Então, estou esperando você. :)

    Tô aqui me perguntando quem será o participante que irá bater o ponto em primeiro lugar...rs...

    bj da angel ;)

    ResponderExcluir
  6. A capa do Perfume me atraiu bastante! :o
    Me interessei.

    ResponderExcluir
  7. TEM SELINHOS DE QUALIDADE PRA VC NO MEU BLOG: palavrasaventureiras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. João Fernando.

    Muito obrigado pelo seu gentil comentário. Meus livros podem ser encontrdos em São Paulo, na Livraria Saraiva do Ibirapuera Shopping, em Florianópolis também na Saraiva,em Mnaus em muitos lugares.
    Contudo, terei o máximo prazer em enviar diretamente com didicatória.
    Ainda não tive oportunidade de conhecer sua amiga, mas vou consultar seu perfil no Recanto.

    ResponderExcluir
  9. Querida Tânia!

    Voce sabe que estou esperando a publicação do seu livro. Adoro ler o que escreve e você já deveria ter publicado um livro próprio.

    Carinhoso beijo

    ResponderExcluir
  10. Amália!

    Espero que goste também do conteúdo.

    Abraço

    ResponderExcluir
  11. Concordo com você, LUIZ, também gosto demais do que a Tânia escreve e igualmente acho que deveria ter publicado um livro solo. :)

    ResponderExcluir
  12. Ok Angel...vou puxar o barco por aqui. :)

    1ª-Claro que não, para mim a vida tem pressa, compromisso e horário. Não saberia viver como uma lady vagabunda...ahahah Gosto de ser uma mulher que teve um ontem para lembrar, um hoje para viver e um amanhã para sonhar.

    2ª-Não acredito nisso, e sim que ela apenas sacode seu lado irresponsável. O único poder que exercemos é o sexual.....ahaha Nada em muitos milênios foi capaz de tirar o homem de sua hegemonia preguiçosa.

    3ª-Bem...a vida já não tem muitas novidades, mas como tenho que escolher seria talvez algo utópico como a paz e o retorno do respeito humano.

    4ª- Solidão

    5ª– “O tempo não tem pontos fixos, o tempo é uma sombra que dá a volta na Terra. Ou a Terra é que dá voltas na sombra. Nossa única certeza é que será sempre a mesma sombra — o que não é uma certeza, é um terror.”

    6ª- Eu não gosto do Chanel nº 5, fico enjoada..rsrsrs Essa pergunta está no ar há séculos...muito se fala e nada se faz. Muitos programas brilham pela sua teoria bonita e sua sustentabilidade de palanque à distância, mas de verdade nada muda. Parafraseando o autor....são apenas migalhas para a Amazônia.

    7ª- A extração inadequada pelos invasores, e a enorme devastação feita pelo próprio amazônida para sua sobrevivência e para suprir o seu novo ‘desejo’ consumista.

    8ª– A Bertholletia excelsa H.B.K da família Lecythidacear, conhecida por nós como castanha-do-Brasil ou castanha-do-Pará.

    9ª– Eu gostaria de ler como disse lá na CRL sua obra ‘"Aleluia irmão – Satanás é fiel", mas como falo alemão...achei o "Chucrute, Churrasco e Jaraqui", o Brasil descoberto pelo alemão bem interessante.

    10ª– Já fiz uma pergunta a ele na comunidade, mas vou fazer outra. Qual obra tu sentiu seu lado crítico mais aflorado?

    11ª– Eu diria que a heroína infantil é sempre o espelho de nossa mãe...pois a criança não tem a malícia, o pessimismo, o veneno, e a mente poluída que temos quando adultos. Não é a mãe que deixa de ser a heroína, e sim nós que a envenenamos com nossa ‘maturidade’.

    12ª- Claro...a vida nunca pede passagem.

    13ª– Claro que não...falta de romantismo seria ela dizer não...ahahah

    14ª- Sou mais um brasileiro, paulista, filho de mãe solteria, que nunca conheceu o pai. Isso impacta em tudo, na hora de conseguir emprego, na hora de conseguir uma namorada, até mesmo na hora de dormir".

    15ª- Li no seu blog um texto onde generaliza a displicência docente em relação a história...sou docente e posso afirmar que essa visão ainda sobrevive, porém as instituições escolares estão mudando, os docentes estão mudando, e os estudantes também....o mundo anda girando e esse docente alienado e amordaçada pelas instituições com suas normas universais, está quase em extinção pela própria criticidade (novo paradigma que p mim é bem velho), que anda sendo valorizada nos bancos acadêmicos e escolares. Lembro que fiz um projeto “Por que meus heróis não são negros, errantes ou selvagens?” que falava muito sobre esse assunto, e sobre a 'M' histórica que os livros didáticos tentam ocultar. ;)

    ResponderExcluir
  13. Agora, sim ;-)

    1ª - Nessa altura do campeonato, seria muito difícil, mas tendo não ficar tão colada no relógio e no calendário. Sinto que a gente vive para esperar que a semana acabe, que o mês e o ano acabem. Para quê? Sinto que vivemos muito no dia de amanhã ou no ontem e o presente vai passando...

    2ª - Ih, acho que depende da mulher e do homem...poder sexual, quase todas...kkkk

    3ª - uma grana extra para comprar o apê dos meus sonhos (sinto muito pela resposta consumista, mas estava há pouco folheando folhetos de empreendimentos imobiliários...ó dor! rsss)

    4ª - anchovas norueguesas, só pelo inusitado da coisa.

    5ª - "Gostaríamos que passar pelos dias fosse como passar por meridianos e paralelos, a vidência de estarmos indo numa direção, não entrando e saindo da mesma sombra. Não passando por cada domingo com a nítida impressão de
    que já estivemos aqui antes".

    6ª - Como sou alérgica a muitos perfumes, teria que declinar do Chanel, esses perfumes importados geralmente são bem fortes. Confesso que não sei nada sobre a extração do pau-rosa. Sei que uma boa parte da indústria cosmética e farmacêutica se beneficia da diversidade da floresta. Teoricamente, não teria problemas se fosse uma extração sustentável (palavrinha da moda).

    7ª - Essa frase do Luiz responde a dúvida anterior. O uso irresponsável dos recursos naturais põem em risco toda essa riqueza. E isso é responsabilidade nossa, também. Fala-se muito sobre estrangeiros que querem se apoderar da nossa riqueza, mas "quem tem, cuida".

    8ª - Sou uma negação para nomes de árvores...rsss

    9ª - Gentileza não é gente lesa.

    10ª - Olá, Luiz. Nas suas andanças pelo Brasil, o que mais lhe chamou a atenção? Tanto positiva quanto negativamente.

    11ª - Perguntaria primeiro o que é ser heroína para ele? Quando somos crianças, o herói é aquele ser cheio de super poderes, de capa e máscara. Quando crescemos, vemos que os conceitos são outros.

    12ª - Lembro daquela linda música: "o futuro é uma astronave que tentamos pilotar/não tem tempo nem piedade/nem tem hora de chegar". A vida também é assim, alguns parecem conduzi-la, mas a maioria de nós é conduzido.

    13ª - Não sei que reação eu teria em ser pedida em casamento por telefone...rsss... mas acho que o verdadeiro romantismo não tem regras. Bonito é ser autêntico e sincero. Se ela aceitou, é por que valeu. ;-)

    14ª - "Eu quero um dia quente para poder nadar,
    e uma noite mais quente ainda para caminhar,
    lá onde a água beija a terra, onde a terra encontra o mar".

    15ª - Olá João Fernando, tudo bem? Você se inspirou em algum escritor quando pensou em fazer sua biografia?

    ResponderExcluir
  14. Andréia.

    Pwergunta difícil de responder. Cada coisa tem um significado especial no tempo e no lugar. Algumas coisas que foram importantíssimas num determinado momento, perderam seu encanto porque outras as substituíram. Mas vamos lá:
    A gente traz de berço alguns conceitos que temos de mudar. Saí do Sul e fui a Ilha do Marajó. Tínhamos uma bicicleta que me foi roubada na cidade de Ponta de Pedras. Dei queixa na polícia e paralelamente ofereci uma recompensa a quem ma trouxesse de volta. Alguém a trouxe e eu o recompensei. O ladrão eram um adolescente, sobrinho do escrivão da polícia. Fui a delegacia agradecer embora a polícia não tivesse ajudado em nada, e esbarrei com um pedido em tom de ameaça, por parte do escrivão: "Não vá prejudicar o rapaz! Tua bicicleta foi devolvida e está tudo em paz."
    Eu que esperava uma atitude, encontrei a polícia defendendo o ladrão.

    ResponderExcluir
  15. Outra coisa que fiquei embascado foi numa visita que fiz aos índios Saterê-Mawê. A primeira reação das mulheres é ficarem escondidas e só se mostrarem depois dos homens terem conversado com os visitantes. Cercaram minha família e ficaram encantados com nossos olhos claros. Uma criança tentou espetar o olho acreditando que aquilo não servia para enxergar.
    Recebi o convite para fazer um filho com uma índia. Expliquei detalhadamente que para mim ter um filho era muito mais que fazê-lo. Embora isso não seja hábito entre os Mawés, há etnias onde a mulher simplesmente escolhe o homem com quem deseja ter um filjho e depois o descarta.

    Bem Andréia. Sou um contador de histórias. Para mim, todas elas são muito importantes.

    Carinhoso beijo

    ResponderExcluir
  16. 1ª Pergunta
    Sem chances. Preciso de referencia. De saber o que era antes e do que quero para amanha. Ter objetivos. Parâmetros.

    2ª Pergunta
    A mulher tem o dom da maternidade. É a referencia da continuidade.

    3ª Pergunta
    A novidade de uma vida sem tanta injustiça e desigualdade. Não aguento mais o noticiário de violência e corrupção.


    4ª Pergunta
    Gosto muito de tudo que ele escreve, mas a passagem do tempo é um tema interessante.


    5ª Pergunta
    “Em outra crônica, um homem entra num bar e se depara com as várias versões de si mesmo, revelando quem ele poderia ter sido caso tivesse feito um teste para ser jogador de futebol, ou se tivesse, de fato, se tornado um jogador, ou mesmo se houvesse feito ou não aquele gol. Em outra variante, se depara consigo mesmo se tivesse passado num concurso público, e seus tantos desdobramentos possíveis: se não tivesse passado, se tivesse casado com a Doralice e assim por
    diante. Dentre essas inúmeras possibilidades, Veríssimo faz o personagem e por tabela o leitor refletirem sobre as escolhas feitas ao longo da vida e os resultados delas, mas sem uma culpa ou estigma.”


    6ª Pergunta
    A questão do uso correto dos recursos naturais tem que ser discutido de forma responsável. Acredito que é possível usar a natureza sem destrui-la.

    7ª Pergunta
    Creio que ele esteja ser referindo ao uso irresponsável dos recursos naturais e a exploração da mão de obra local.

    8ª Pergunta
    Sugiro a Sumaúma que é característica da região amazônica, principalmente das áreas inundáveis, atingindo de 30 a 40 m de altura. Apresenta raízes tabulares também, que ajudam na sustentação do vegetal e que podem atingir até 5 m de altura. Raízes como estas são usadas pelos índios na comunicação pela floresta, o que é feito mediante batidas em tais estruturas.
    Seu fruto possui uma fibra sedosa (paina) que se assemelha ao algodão. Ela envolve as sementes e é usada na fabricação de coletes salva-vidas e colchões. A casca da árvore é utilizada para fazer canoas . A frutificação ocorre em outubro.

    9ª Pergunta
    REGRAS
    Aquele que está acostumado a ditar regras, dificilmente se acostuma a segui-las.
    Luiz Lauschner


    10ª Pergunta
    Em seu perfil você diz “Perambulei por este Brasil desde Santa Catarina até chegar ao Amazonas.” Moro em Blumenau e gostaria de saber em que cidades você esteve e o que viu por aqui.


    11ª Pergunta
    É normal as crianças fantasiarem que os pais são heróis e perfeitos. Mas não existe esta perfeição toda. Pai e mãe são pessoas como todas as outras com suas angustias e medos. Erram e acertam como todos os outros.

    12ª Pergunta
    Acredito em uma linha predeterminada, mas também gosto de lembrar que o livre arbítrio existe. Prefiro acreditar que podemos sim definir nossos rumos.

    13ª Pergunta
    Não foi lá muito romântico. Com certeza um buque de flores e um bilhetinho seria mais apropriado..

    14ª Pergunta
    “ Criado junto de sua irmã por uma mãe batalhadora, demonstrou desde cedo seu gosto pela escrita. Passava horas agradáveis junto de seus inseparáveis amigos, um pedaço de papel e uma caneta. Com oito anos de idade, resolveu que deveria levar suas poesias para uma professora avaliar. Conta que foi um misto de frustração e êxtase, quando ela perguntou-lhe, com cara de interrogação, de onde ele havia copiado tais poesias.”

    15ª Pergunta
    O livro conta como foi complicado crescer sem a figura de seu pai. Hoje você já superou esta ausência?

    ResponderExcluir
  17. 1ª -Adoraria...afinal tempo é algo nós inventamos para nos policiar,organizar.
    2ª- Homens e mulheres se somam.É,emgeral uma relação harmoniosa quando ambos entendem que o momento para falar,agir e ouvir e que tais atos devem ser compassados e não atropelados.
    3ª- Eu recebi a novidade de um reencontro...que me trouxe alegrias inenarráveis!!rsrsrs
    4ª-Adoraria ler sobre a do 'homem num bar' que se depara com as várias versões de si mesmo.
    5ª- "(...)Depois de ganhar uma mulher e descobrir o tempo e sua mortalidade, Adão
    descobriu seu próprio corpo. Que semana!"
    6ª- Está cada vez mais acirrado o comprometimento do homem com seu ambiente natural e a influencia cultura é fator importantíssimo neste processo.Afinal a cultura é a mediadora do homem com a natureza.O caminho é o empreendedorismo sustentável.Especialmente o homem rural amazônico tem estreitado seu relacionamento com a natureza.A tendência é frearmos nosso consumismo,uma 'via de mão dupla'.
    7ª-Que o consumo desenfreado e devastação de áreas de extração do Pau-rosa culmina no uso irracional e irresponsável da industria de cosméticos.Mas não devemos nos esquecer que a indústria tem o produto final(bem de cosnumo) e nós o consumimos,ditamos as regras deste jogo...
    8ª- a Maclura tinctoria,conhecida popolarmente como amora-branca, tatajuva, pau-amarelo, pau-de-fogo.
    9ª-Gostei mto do Cordel 'Aos mororistas'.Didático,lúdico e o tema é mais que pertinente.
    11ª. Você não está sozinho neste mundo.Bem-vindo á este clube d eloucos,desvairados,incompreendidos e positivista(apesar de tudo nortear para o contrário).Lendo aqui parte do que escreve e de suas vivências,pude reviver mto da minha infância e adolescencia.Em suas andanças e reforçando o lado nômade do ser humano,vc cita desde o Amazonas até Santa Catarina.Gostaria de ler suas impressões sobre o centro-oeste e nordeste brasileiro.Força e paz!!!
    11ª-vc escolheu a melhor referência possível para chamar de herói: os nossos pais.Pena que ao tomarmos consciência de que isto é mera fantasia,de que as pessoas erram,têem medos e dúvidas tanto quanto nós,acabamos por nos decepcionar.Depois raciocinamos e vemos que demos títulos á elas,sem que elas tivessem solicitado...
    12ª- Também me agrada a idéia de a vida ser soberana.Confesso que se me fosse dado o direito de consulta,meu aprendizado e aproveitamento dos fatos e acontecimentos não seria o mesmo.Gosto do inusitado,da espontaneidade,de reiventar formas de ser e fazer o próximo feliz...Quem foi que disse que um pedido de casamento não pode e deve ser feito á distância,via chat,telefone,e-mail?Para mim o que vale é a intensidade e o intento...
    13ª Ixi...não vejo como falta de romantismo não.Vemos muita novela,seguimos certos modismos e estamos atrelados á uma sociedade que quer nos alienar até no tocante aos nossos atos de amor,respeito e consideração.Viva o novo,o diferente,o inusitado.Hj estou indo á um jantar de noivado em que o casal fez o seu ensaio fotográfico emcima do Morro do pai Inácio.Mais inusitado do que isto só o jantar que será num hotel á beira do rio Lençóis(Hotel canto das Águas)...mas o pedido de casamento fora feito via chat(ele de Amsterdam e ela em SSA/BA).Viva o amor!!!
    14ª- "(...) Um começo confuso
    Tenho boa memória, ao menos é isso que me dizem por ai, inclusive essa memória é causa de alguns sofrimentos, pois não conseguir esquecer, significa lembrar-se dos momentos ruins também. Minha primeira lembrança é de quando eu engatinhava, utilizando um macacão amarelo, eu tinha o péssimo hábito de engatinhar para trás, e isso me fez ficar preso em baixo de um móvel da casa, chorei alto, pois até hoje me lembro do susto que tomei, e logo minha mãe veio correndo me socorrer. Não vou aqui contar maiores detalhes, simplesmente sintetizar o momento que tudo começou."
    15ª Conte-nos como foi aceitar a idéia de que heróis são imaginários. E,se é bem verdade que todo homem costuma idealizar sua esposa referenciado na sua mãe.Felicidades João Fernando. :)

    ResponderExcluir
  18. Carambola... pegadinha da Angel...... quase que perdi essa... To eu lá no Orkut.... Afffff...
    Vamos que vamos....

    1)Sei lá... Por um lado seria ótimo... Principalmente nos dias de cobrança do cartão de crédito... kakkakak Mas Tb viver alienado deve ser ruim demais...

    2) Uai... Mas Eva era poderosa mesmo... Desvirtuou Adão geral.....Mas viva o pecado... Já pensou a gente fazendo filho só no barro???? Seria muito monótono... kakakakakkakakakkaka..A mulher é quem manda.... Os homens até pensam que são eles... Mas no fundo é a nossa decisão que reina... kakkakakka

    3)Ohhhhhhhhhhhhhhhhh Angel... que mente.... kakkakakakak Acho que ela fica na maldade bolando essas perguntas... Só pode.... Na boa.... se fosse a Caixa que trouxesse a novidade em forma de mega sena já estaria satisfeita...... Ahhhhhh com grana o resto tudo se acerta... ai poderia pensar no Mel Gibson.... kakkakakakakkakak

    4) Gostei de todos os temas....Aliás o Veríssimo é muito massa!!!Mas vou optar por “VIDA CONJUGAL”..... KAKAKAKKAKAK

    5)Como não poderia deixar de ser......Escolhi a dedo o trecho... kakakkaka” Foi ela que, dias depois, colheu o fruto proibido, que os tornou, de uma só mordida, sexuais e
    mortais. E foi depois de comer o fruto proibido, quando a Terra entrou na sombra da noite e os dois se deitaram lado a lado, que Adão sentiu seu membro, que
    ele pensara que fosse só para fazer xixi, se mexer. E avisou a Eva:
    — É melhor chegar para trás porque eu não sei até onde este negócio cresce.”

    Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh Adão........Depois “ele” descresce..... kakkakakakkakak

    6)Na boa, tudo que destrói a natureza pra mim não tem vez.... A grande verdade é que a floresta amazônica é riquíssima.... è cada vez mais o homem capitalista tá nem ai pra preservação.... Dureza!!!

    7)Muito provável esteja ligada a serviço escravo ou bem próximo disso...Quem realemnte rala recebe uma ninharia.. enquanto cada vidro do Chanel é vendido as dolar!!! Ohhhh Mundo cão!

    8) Ipê amarelo.... Vixe... Já imaginou que delicia???/ Não se é pq é minha árvore preferida... Mas na Floresta amazônica dentro desse universo de flora rica, nem se destaca tanto.... Mas seria com certeza um perfume perfeito!

    9) ‘"Aleluia irmão – Satanás é fiel". Kakkakak o titulo é sugestivo,.... Deve ser perfeito!!! Kakkakakakak

    10) Luiz como vai???? Me fale ai, o que vc acha do mercado editorial brasileiro? È duro ser escritor por aqui ? Acha que hj com a net em alta as pessoas lêem menos??? Valeu!!!!

    11)Hummmmmmmmmmmmmm mas perai... Mãe é mãe.... errando ou acertando é mãe.... Decepção é fogo... Mas acho que vale a pena colocar na balança e passar por cima de muita coisa.

    12)E não é que é verdade!!!A pessoa pode até achar que é dona de si... Mas ai vem a vida e muda os rumos de tudo..... Na verdade estamos de telespectador nessa história toda.... Nunca sabemos o que será que virá amanhã!!! Podemos até planejar... Mas certeza não podemos ter...A Vida é senhora de si!!!!!

    13)Ahhhhh dependendo da situação... o tel tá de bom tamanho.... as encalhadas que o digam... kakkakakkakakakkakakaka

    14)Gostei de um trecho dessa poesia...
    Um cigarro de palha no beiço e um copo de café do lado. Um grilo cantando em meus ouvidos e as ondas do mar em seu som cadenciado.
    Perfeito!!!

    15)Olá João.... Só 30 anos e tanta história pra contar... Diz ai o que desja pro futuro????Valeu!
    Jane Lara

    ResponderExcluir
  19. 1ª Eu não gostaria, já imaginou sem data de aniversário,passa batido sem data prá nada? seria muito chato.

    2)Eu acho que o único poder que a mulher exerce sobre o homem é o sexual,mas tb depende do casal...

    3) Nossa!que ganhamos uma bolada na loteria e estamos milionários...

    4) Acho os temas bem interessantes, mas vida conjugal gostaria de ler.

    5) A crônica que abre o livro traz Adão vivendo no eterno presente do Paraíso, sem passado, nem
    futuro, sem datas e preocupações. Isso até a chegada de Eva, que, apenas para puxar assunto, lhe
    teria perguntado: "que dia é hoje?". Seria este o marco que tirou a eterna paz de Adão,
    introduzindo a humanidade ao complicado mundo que se conhece hoje.

    6) Eu nunca usei esse perfume, e nem tenho vontade de usa-lo por ser destrutivo a natureza.

    7) Talvez ele se refere a destruição da mata e a mão de obra escrava, que deve feder mesmo!

    8) Castanha do Pará, Pau Brasil....

    9)Continuo escrevendo e me divertindo com isso. Se mais alguém gostar de minha histórias, fico feliz.

    10)

    ResponderExcluir
  20. Respostas:

    1ª Pergunta
    Você gostaria de ser uma pessoa sem datas?
    Confesso que seria bem complicado para mim, pois sou bem ligada as datas, números, etc... mas, sabe que até seria uma boa, assim não teria a responsabilidade de me lembrar de tudo...kkkkk

    2ª Pergunta
    Poderosa a Eva, hein?rs... Até que ponto você acha que a mulher exerce poder sobre o homem?
    Todo poder. A gente só deixa eles pensarem que mandam e são responsáveis por tudo, mas nós é que somos...kkk

    3ª Pergunta
    Eva trouxe novidades para a vida de Adão, que novidade você gostaria, neste momento, que alguém trouxesse para a sua vida? [estou rindo aqui antevendo algumas respostas...rs...]
    Nesse momento gostaria que alguém pudesse trazera cura total e permanente para minha doença...

    4ª Pergunta
    Luiz Fernando Verissimo é reconhecido pelos seus textos inteligentes onde o bom humor é presença marcante. Nesse livro ele reuniu 41 crônicas cujos temas falam sobre passagem do tempo, vida conjugal, preguiça, solidão, anchovas norueguesas, etc. Qual desses temas você gostaria de ler?
    Passagem do tempo.

    5ª Pergunta
    Vá até o site da Objetiva, na página do livro "Em algum lugar do paraíso", leia o que está disponibilizado lá (dá para ler a 1ª crônica do livro também) e copie aqui o trecho que mais lhe chamou a atenção.
    Em outra
    variante, se depara consigo mesmo se tivesse passado num concurso público, e seus tantos
    desdobramentos possíveis: se não tivesse passado, se tivesse casado com a Doralice e assim por
    diante.

    6ª Pergunta
    É da árvore Pau-rosa existente na Amazônia que é extraída a matéria-prima para o famosíssimo perfume francês Chanel no 5. Que mulher no mundo não quer usar esse perfume, mas, e os danos à natureza por conta dessa extração como é que fica?
    Acredito que as árvores utilizadas devem ser replantadas para não causar tantos danos a natureza.

    7ª Pergunta
    O que você acha que ele quis dizer com “à forma da sua extração, que não cheira nada bem”?
    Deve ser alguma coisa bem cheia de roubalheira e sem autorização.

    8ª Pergunta
    Que outra árvore da Amazônia você gostaria de ver como pano de fundo para outro romance do escritor Luiz Lauchner?
    Baobás.

    9ª Pergunta
    Vá até o site do escritor no Recanto das Letras, veja o que ele tem publicado e cite aqui o título que mais lhe agradou.
    “SONHO DE MULHER”.

    10ª Pergunta
    Fale com o escritor Luiz Lauschner.
    Oi Luiz!
    Legal essa sua iniciativa de prestigiar as árvores da Amazônia.
    - Qual o principal objetivo de enaltecimento as árvores amazônicas?
    - Você acredita que o ‘pulmão do mundo’ pode mesmo se extinguir?
    Desejo sucesso sempre!
    Cheirinhos
    Rudy

    11ª Pergunta
    O que você diria para uma pessoa que tinha sua mãe como heroína e quando se tornou mais maduro descobriu que ela não era nada disso?
    Ninguém é perfeito, nem a mãe.

    12ª Pergunta
    A vida é soberana e não nos consulta sobre nada. Achei essa afirmação muito pertinente e você, concorda com ela?
    É mais que verdade, como diz Toquinho:”O futuro é uma astronave que tentamos pilotar. Sem pedir licença muda nossa vida e nos convida a rir ou chorar...”

    13ª Pergunta
    A história do relacionamento de João Fernando e Vanessa é interessante: eles se conheceram pela internet, ela morando numa cidade e ele em outra, ele foi visitá-la e ambos tiveram confirmados que o que sentiam um pelo outro no mundo virtual era o mesmo no real, ou, mais intenso ainda.
    Mas ele diz aí que a pediu em casamento por telefone e afirma que isso foi falta de romantismo. Você acha que foi?
    Acho um tanto sem graça uma proposta dessas ser feita ao telefone. O bom é ver a reação, os trejeitos, as dificuldades ou não na hora do pedido...

    ResponderExcluir
  21. Continuação das respostas:

    14ª Pergunta
    Vá até o blog do livro do escritor João Fernando Greco e copie aqui o que mais lhe chamou a atenção. Aproveite e se torne seguidor dele e do outro blog também. 

    SEGUINDO OS DOIS BLOGS!!

    “O Diário das Revelações é a autobiografia de João Fernando Silva Greco, uma pessoa que teve de assumir desde criança, as responsábilidades de um adulto.

    Graças a uma memória admirável, o autor consegue contar ao leitor, histórias que aconteceram com ele desde seus tres anos de idade. De espírito curioso, o autor também pôde levantar dados preciosos sobre seus antepassados, conseguindo contar histórias que fazem o leitor mergulhar a fundo na cultura
    brasileira, entre cangaceiros, onças pintadas e sucuris.”

    15ª Pergunta
    Fale com o escritor João Fernando Silva Greco.
    Oi João!
    Bom demais poder conversar com você uma vez mais.
    - Você consegue mesmo ter lembranças dos seus três anos de idade?
    Sucesso!
    Cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  22. Angel, Fabinho e amigos!
    Fico bem feliz em ver mais uma promoção aqui no blog.
    Parabéns!
    Saudades de todos...
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  23. Nossa! Ixe! Ufa!

    Gente, que coisa empolgante.

    Confesso que tive de ler tudo duas vezes para distinguir as partes que se referem a mim e a meu livro. Vou tentar responder para cada um (a).

    MÁRCIA

    Concordo com você. Usar a natureza e não destruí-la. Paasme! Apesar de toda propaganda negativa essa consciência ambiental está atingindo a todos. Ainda vai demorar, mas a maneira de ver isso está totalmente diferente de 30 anos, quando a selva era considerada inimiga que tinha que ser derrubada.

    A Samaumeira é maior do que aquilo que você disse. Não acredito na lenda da comunicação dos índios batendo nela. Vou mandar uma foto de uma que usam para fazer esporte radical (fugiu o nome). É correto que ela cresce apenas nas várzeas alagáveis dos rios de água barrenta, como Madeira, Solimoes e o próprio Amazonas. Boa sugestão!

    Eu nasci em Santa Catarina, na cidade de Itapiranga, no extremo oeste. Conheço Blumenau, embora ligeiramente, assim como todo o litoral de Santa Catarina. Estudei em Porto Alegre, morei no Pará (Ilha do Marajó) Nordeste e noroeste conheço apenas de passagem. Por duas vezes fui de Santa Catarina até Porto Velho de carro. Também fui de Santa Catarina a Belém, de carro.

    Podemos voltar, se não consegui responder a tudo.

    Beijo

    ResponderExcluir
  24. Laine,

    Infelizmente não conheço a Tatajuba. Pode ser que seja uma árvore amazônica, mas não tive contato com ela.

    Gostaria que lesse os comentários que fiz para a Márcia, para não ser repetitivo.

    Beijo

    ResponderExcluir
  25. Bete. Gostei da sugestão da Castanha do Brasil. Vou postar aqui um cordel que fiz para a Festa da Castanha na cidade de Tefé, no alto solimões.

    CASTANHA DO BRASIL

    Olá amigos vindos de fora
    Gente que não é estranha
    Quero falar da castanha
    Da fruta que mata a fome
    Quando o peixe do rio some
    Do povo do rio acima
    Que todo o ano enfrenta a sina
    De juntar na mata os ouriços
    E tirar seu alimento disso
    Como a natureza determina.

    Vender o excedente é preciso
    Porque todos querem dinheiro
    Muito antes do cruzeiro
    É o dólar que manda no preço
    Da fruta que é um apreço
    Do caboclo dessa região
    Que a transforma em pão
    Que a pila faz a paçoca
    Come com farinha de mandioca
    Com peixe, arroz e feijão.

    Desde os tempos do império
    A castanha também é vendida
    Fruta das mais queridas
    Ameaçada de extinção
    Cujo pé cortado do chão
    Serve para fazer moradias
    Para o povo que hoje em dia
    Está mais ameaçado que a planta
    Que foge para as cidades
    Onde encontra dificuldades
    Vende o almoço para comprar a janta.

    Porém, todo mundo quer a fruta
    Da castanha que é tão boa
    O que não acontece à toa
    Os seus nutrientes e as calorias
    Servem para compor iguarias
    Nas altas rodas no estrangeiro
    Porque lá, quase o ano inteiro
    Para enfrentar o rigoroso frio
    Comem a fruta da região do rio
    E assim aquecem o corpo inteiro.


    Que mais dizer da castanha
    Que é uma árvore frondosa
    Que a sombra é generosa
    Que seu porte é majestoso
    Que os frutos são saborosos
    Que nutre a todos que possa
    Que é um perigo na roça
    Que sobressai entre todas
    Que tem cinco metros em roda
    Que é do Brasil e que é nossa?

    Luiz Lauschner
    Julho de 2011

    ResponderExcluir
  26. Arte Louca...

    Obrigado por sugerir o Ipê Amarelo, a árvore símbolo do Brasil. É uma das madeiras mais resistentes de todo o Brasil. Por ser de uma madeira muito dura - ao contrário da Samauma- o Ipê (pau d'arco no norte do Brasil)ele necessita de muitos anos para se tornar adulto. Embora já tenha utilizado a madeira para alguma finalidade, prefiro, um milhão de vezes, apreciá-lo em pé.

    O mercado editorial no Brasil é uma grande injustiça. Você leva uma vida toda para se tornar conhecido e conseguir vender alguma coisa. Quando o poeta Thiago de Mello, que eu leio e ele me lê, me falou que nem mesmo ele sobrevive da escrita tomei um susto.

    A internet nos deixa pouco tempo para os livros, mas é uma forma de leitura também. Quando posto no Recanto das letras e tenho um retorno imediato fico muito satisfeito. Hoje fiquei muito feliz, quando um cliente me disse que nunca deixava de ler minha coluna no jornal. Não quero desistimular ninguém que esteja querendo publicar um livro. Eu apenas recomendo: não espere ganhar dinheiro. Meus dois livros anteriores venderam alguma coisa. A partir do perfume do Pau-rosa é que fiz um trabalho de marketing e pretendo realmente me tornar conhecido como escritor.

    Beijo

    ResponderExcluir
  27. Rudynalva,

    O Baobá é uma árvore resistente, símbolo de força. Meu conhecimento sobre ela é quase nulo. Assim mesmo, obrigado.

    Por que inalteço as árvores da Amazônia? Bem, bem eu sempre sou muito sincero. Trabalhei durante alguns anos numa empresa que plantava guaraná e tinha uma serraria para aproveitar as árvores. Eu vinha do sul devastado e tinha uma visão distorcida da realidade amazônica. Também eu me julgava ambientalista, embora criado em cativeiro. Aprendi a amar o Amazonas e a ter contato com essa natureza romântica e cruel; o paraíso e o inferno verde e úmido. Minhas experiências me permitem escrever "pesquisando"exclusivamente na memória.

    Beijo

    ResponderExcluir
  28. TODOS

    Por que a extração do perfume não cheira bem?

    As relações de trabalho, as condições desumanas, a distância, o isolamento das pessoas que trabalham nessa atividade, tudo isso. Para compreender melhor, deve ler o livro, porque lá se compreende melhor. Contudo, os sonhos, a poesia, a esperança também está presente nas condições mais extemas.

    Beijos

    ResponderExcluir
  29. 10) Olá Luiz Voce é um rapaz bem jovem e muito simpático, me diz voce andou ou visitou as matas da Amazonas para escrever esse livro?

    ResponderExcluir
  30. 11) Eu diria que isso acontece nas melhores famílias, ricas, pobres...


    12) É verdade a vida não nos consulta para nada, ela é soberana e absoluta.

    13)Muita falta de romantismo, não que seja preciso se ajoelhar mas pelo menos deve ser feita ao vivo e a cores....

    14) Um dia, minha mãe me pegou pelas mãos e saímos. Não sabia para onde, mas lembro-me perfeitamente que, dentro do ônibus, ela ficava falando só, o tempo todo. Não lembro onde morávamos naquela época. Depois de um tempo razoável no ônibus, descemos em um ponto e perguntei para ela onde estávamos indo, ela me respondeu:

    - Você não queria conhecer o Zé Bétio? Então filho, estamos indo na rádio vê-lo.

    15) olá João tudo bem? Voce realmente conheceu o Zé Betio? E o que achou?

    ResponderExcluir
  31. Boa noite tchurma!

    Primairamente desejo me desculpar por conta de minha demora em responder, enfrentei uns pequenos contratempos de ordem técnológica, mas aqui estou eu e vamos logos as respostas, pois as perguntas já se acumulam. :)

    ResponderExcluir
  32. - LUIZ ficarei muito honrado em receber um exemplar de sua obra, a curiosidade em lê-la já corroi-me os pensamentos.Pegue meu email com a Angel. Abraço.


    -LUA: Obrigado pelas palavras.
    De mim para o mundo só parte a imagem das experiências que venho acumulando com o tempo, no decorrer de minha vida enquanto estudande (primario, secundário e colegial), tive o desprazer de conhecer muitos professores desmotivados com suas profissões.
    Quanto ao projeto que fez, fiquei bastante interessado em conhecê-lo, adorei o título, quem sabe não podemos trocar algumas figurinhas!

    - ANDREIA: Obrigado pela pergunta.
    Veja bem, eu sempre soube que escreveria minha autobiografia, não me pergunte detalhes, talvez nem eu mesmo consiga explicar-lhe. Junto a isso, adoro livros biográfico e autobiográficos, o primeiro que li foi Feliz Ano Velho de Marcelo Rubens Paiva, posso dizer que ele foi um dos autores que me motivou a escrever a minha obra autobiográfica. ;-)

    - MARCIA: Obrigado pela pergunta. E que pergunta heim menina?
    Posso dizer para você, que considero-me agora um ser acostumado com essa ideia, superação é outra coisa, deixe-me explicar.
    Na criação de uma criança, a figura paterna e materna são muito importantes, são o equilibrio das forças que ajudam a formar a personalidade daquele indivíduo. Enquanto um pai demonstra ao seu filho ou filha visão maculina do mundo, a mãe vai mostrando a feminina. Ser criado apenas por minha mãe, com o auxílio de minha irmã, tornou-me uma pessoa extremamente sensível, um tanto quanto delicado, emotivo ao extremo e tantas outras coisas, costumo dizer que eu sou um homem com sexto sentido. Minha personalidade foi formada assim, aprender a conviver com ela que foi difícil, posso dizer que ainda é as vezes, mas como disse, me acostumei. Será que consegui explicar?

    ResponderExcluir
  33. - LAINE: Grato pela pergunta.
    Então Laine, não tive oportunidade para acreditar em heróis imaginários, PAPAI NOEL e COELHINHO DA PÁSCOA nunca foram para mim uma ilusão, desde muito novo eu tive de lidar com situações muito severas, como por exemplo, eu e minha irmã termos que nos afastar de nossa mãe, pois seu atual companheiro estava querendo matar minha irmã a facadas. Ou então, com apenas 6 anos de idade, ter que morar num porão, acordar sozinho, preparar o café da manhã e ir para a escola, voltar da escola e continuar só, ter que preparar minha comida (operando um fogão) e ser totalmente responsável pela casa até que, lá por volta das 21 horas, ver as pessoas de minha família voltando ao lar. Situações como essas, que contei resumidamente aqui e várias outras, fazem com que você acabe esquecendo de que é uma criança.

    Aproveitando a oportunidade, percebi que ao dizer que foi duro perder a imagem de heroína de minha mãe foi algo difíl, causou certo fervor de opiniões, então deixei-me esclarecer.

    Como toda criança, cresci acreditando que tudo que minha mãe fazia e dizia era certo. Cheguei ao ponto de acreditar que naquele dia, com meus 7 anos, quando resolvi matar aula por não ter ninguém por perto me vigiando e ela descobriu, apertando meu pescoço e batendo-me violentamente contra o sofá, por várias vezes até que eu ficasse sem ar, que aquele era um castigo justo e merecido para mim.
    Com o tempo e amadurecimento, sabendo de histórias de um passado obscuro, descobri que eu havia sido criado por uma pessoa com sérios desequilíbrios mentais, que chegou a ser internada em um manicômico por conta de uma tentativa de suicídio, após esfaquear um homem por dezenas de vezes.
    O mundo que aprendia a enxergar por conta da ótica de minha mãe, foi um mundo cheio de paranóias, um mundo doente que só existe na mente de um psicótico. Quando, por Deus, consegui me desvencilhar desse mundo e passei a enxergar melhor a realidade, através de uma ótica mais saudável, perdi a imagem de heroína que eu fazia de minha mãe.

    ENTENDEM AGORA MENINOS?

    Por fim, existem explicações muito interessantes dentro da psicologia e da psicanálise, para a afimarção de que o homem procura uma esposa parecida com sua mãe, adoro todo e qualquer tipo de assunto relacionado a psicanálise, psicologia e até mesmo à psiquiatria, aprendi a gostar disso e poderia passar horas escrevendo algumas teorias e coisas que fui aprendendo, mas iria perder o foco da promoção, então vou te responder assim: Por motivos aparentemente óbvios, não procuro uma mãe em minha esposa, mas isso não me impede de fazer uma manha de vez enquando, afinal, ninguém é de ferro.



    - A ARTE LOUCA DE SER EU MESMA! (nick poético) Obrigado pela pergunta.

    Devo discordar de você, Mãe não é mãe, mãe é gente e gente erra, essa balança que você falou aí, só existe no imaginário!

    Quanto a sua pergunta, tenho a impressão que vão fazê-la a mim sempre "Só 30 anos" "Só 40 anos" "Só 50 anos", aí um dia vou ficar velhinho e vão dizer de mim "Não leve ele a sério, ele já está muito velho". Não gosto de julgar, assim como não gosto de ser julgado pela minha idade, anos não se contam se vivem e é nisso que acredito.
    Quanto ao futuro, não sei, prefiro viver o AGORA. Já pensei muito no futuro e cheguei a conclusão de que quanto mais se planeja o futuro, menos se tem aquilo que se planejou. Deixemos o passado e o futuro em seus devidos lugares e vivamos o AGORA!

    ResponderExcluir
  34. - RUDY, que bom te ver por aqui, participando de mais uma promoção e concorrendo a um exemplar de um livro meu!! Para mim é um prazer inenarrável. Obrigado, muito, muito, muito, pelo carinho de ter seguido meus Blogs, daqui a pouco vou dar um pulo lá no seu!


    - BETE, Obrigado pela pergunta.

    Então, conheci o Zé Betio de uma forma diferente, eu estava lá e ele também, eu ouvia sua voz, mas entre nós havia uma parede espelhada que não permitia-me ver seu rosto.

    ResponderExcluir
  35. Gente, aproveito para lembrar que quem seguir um de meus blogs e deixar um comentário num post específico que criei, concorre a um exemplar de meu livro em formato Ebook, assim como quem deixar um comentário na página de meu livro no site Clube de Autores.

    Dei uma espiadela lá e vi que poucas pessoas aderiram a essa ideia, vamos lá pessoal, não custa nada, vai deixar o João Felizão e ainda vocês poderão ganhar um livro!

    Abraços a todos

    ResponderExcluir
  36. Luiz adorei o cordel que vc fez para a festa da castanha ... Parabéns muito bonito!!!!

    ResponderExcluir
  37. Puxa vida...
    Obrigada João Fernando e Luis Lauschner pelas respostas dadas.Estou gostando muito do blog do Resenhas Literárias,desta promoção,dos títulos aqui veiculados e este link(bate-papo) com os autores é um prazer inenarrável!!!
    Parabéns aos idealizadores.
    :)

    ResponderExcluir
  38. Bete.
    Eu vivi muito tempo em contato direto com a natureza. Sai do meio da mata porque meus filhos estavam em idade escolar e não queria que ficassem em formação.Se a selva fosse menos cruel, eu preferiria morar nela que na cidade.

    ResponderExcluir
  39. Uau, 14 perguntas! Vou lá responder antes de ler as respostas de vocês ou acabo direcionando meus comentários :-)

    ResponderExcluir
  40. 1- Você gostaria de ser uma pessoa sem datas?

    Sim, não teria que me lembrar das datas, sou péssima para isso.

    2- Poderosa a Eva, hein?rs... Até que ponto você acha que a mulher exerce poder sobre o homem?

    As mulheres mandam,só fingem que não. ;)

    3- Eva trouxe novidades para a vida de Adão, que novidade você gostaria, neste momento, que alguém trouxesse para a sua vida? [estou rindo aqui antevendo algumas respostas...rs...]

    Eu amaria fazer uma viagem de volta ao mundo! Conhecer todos os países e culturas diferentes.

    4- Qual desses temas você gostaria de ler?

    Solidão.

    5- Em algum lugar do paraíso é um livro cheio de personagens idiossincráticos e ao mesmo tempo
    comuns - o papai-noel de shopping, o maître de um restaurante falido, o aposentado, a caçadora
    de viúvos, casais de longa data, recém-casados, casais que se separam e o solteiro sedutor. Todos possuem as mesmas inquietações, tão comuns a todo mundo.

    6- Eu não quero usar, sou alérgica, não posso usar perfume nenhum; mesmo se pudesse não usaria, primeiro a preservação da natureza.

    7- Os danos à natureza que ela causa.

    8- Samaumeira.

    9- Chucrute, Churrasco e Jaraqui", o Brasil descoberto pelos alemães.

    10- Oi,Luiz! Notei que sua literatura é bem combativa. Vc não tem vontade de se aventurar pela ficção, não?

    11- Que ninguém é perfeito, portanto não devemos esperar perfeição de ninguém, nem mesmo de nossos pais porque eles erram como nós.

    12- Foi. Pedido de casamento tem que ter "olho no olho".

    13- Eu quero um pedaço de praia
    com um pouco de água do mar,dois coqueiros,
    e uma rede de palha, para o meu corpo descansar.

    14- Oi, João! Vc está escrevendo outro livro? Pode adiantar o tema?

    ResponderExcluir
  41. Vou colocar em duas partes, não sou suficientemente sucinta :-)
    ________________________________________

    1. Você gostaria de ser uma pessoa sem datas?
    Não, eu gosto de ser datada, de ter uma história para contar e muitas histórias para sonhar e viver. E, principalmente, gosto da forma como essas histórias se cruzam, não são momentos isolados e perdidos no tempo, mas continuidades, retrocessos, avanços, formam-se umas nas outras e, assim, me formam.

    2. Até que ponto você acha que a mulher exerce poder sobre o homem?
    Até o ponto em que todos exercemos poder uns sobre os outros, homens ou mulheres.

    3. Nesse momento, que novidades vocês gostaria alguém trouxesse para a sua vida?
    Ah, ando carente de carinho, acho que uns mimos afetivos andam fazendo falta e seriam bem-vindos no momento.

    4. Qual dos temas você gostaria de ler?
    Preguiça e anchovas holandesas :-)

    5. Copie aqui o trecho que mais lhe chamou a atenção do material disponibilizado sobre o livro “Em algum lugar do paraíso”.
    “Depois de ganhar uma mulher e descobrir o tempo e sua mortalidade, Adão descobriu seu próprio corpo. Que semana!”

    6. Que mulher no mundo não quer usar esse perfume, mas, e os danos à natureza por conta dessa extração como é que fica?
    Sim, é o que sempre pergunto quando vejo um colar de diamantes africanos, um brinco do ouro extraído de Serra Pelada, ou notícias de um remédio emagrecedor que está sendo testado em macacos e que provoca danos nos rins desses animais: até que ponto - por questões de beleza e não de sobrevivência – temos o direito de destruir? Como posso sentir prazer ao usar um enfeite que carrega morte dentro de si?

    7. O que você acha que ele quis dizer com “à forma da sua extração, que não cheira nada bem”?
    É o cheiro da destruição, da dor, da corrupção, dos danos irreversíveis causados à natureza por conta de modas momentâneas.
    Destruímos o essencial (natureza) para construir o supérfluo.

    ResponderExcluir
  42. 8. Que outra árvore da Amazônia você gostaria de ver como pano de fundo para outro romance do escritor Luiz Lauchner?
    Queria que ele escrevesse sobre a Samaúma, até porque em algum momento li um texto desta árvore como símbolo dos haicais para uma entidade literária brasileira (não lembro o contexto, memória é fogo, mas sei que ele existe).

    9. Vá até o site do escritor no Recanto das Letras, veja o que ele tem publicado e cite aqui o título que mais lhe agradou.
    Vale título de conto? Então, gostei do título: “Até você por aqui?”. Se não valer, fico com “Chucrute, churrasco e jaraqui”.

    10. Fale com o escritor Luiz Lauschner.
    Oi Luiz, como você construiu a parte histórica do teu livro? Ela é baseada em fatos reais ou nas histórias contadas e recontadas dentro da família?
    (E não estou aqui considerando uma ou outra mais válida, é mais em termos de curiosidade mesmo, afinal, muitas “lendas” familiares são mais interessantes que a vida real e exercem um poder enorme sobre nosso quotidiano).

    11. O que você diria para uma pessoa que tinha sua mãe como heroína e quando se tornou mais maduro descobriu que ela não era nada disso?
    Eu diria que viver é mais difícil do que parece e que sempre fazemos o melhor que conseguimos fazer. Que não existem heroínas ou vilões, apenas pessoas humanas atrapalhadas consigo e com o mundo no qual estão envolvidas. E que não temos condições de medir a vida de outra pessoa, assim como não precisamos construir a nossa vida com base na dela.

    12. A vida é soberana e não nos consulta sobre nada. Achei essa afirmação muito pertinente e você, concorda com ela?
    Eu não diria que consulta ou deixa de consultar, eu diria que ela joga milhares de imagens, situações e ações na nossa frente e enxergamos apenas algumas. Ou seja, o que vemos vem de nós. Onde nos sentimos pressionados e sem saída, na verdade, é o que estamos, naquele momento, em condições de ver. Depende mais do que acumulamos antes e conseguimos reconhecer agora do que do infinito número de opções que a vida joga.
    Ah, nessa linha de “o que existe e o que vemos e como vemos diferentes uns dos outros e mesmo em diferentes épocas”, tem um vídeo pequeno que eu gosto e que encaixa no assunto:
    http://www.youtube.com/watch?v=Yoh_1RGNPPE&feature=related

    13. Ele diz aí que a pediu em casamento por telefone e afirma que isso foi falta de romantismo. Você acha que foi?
    Não sei, depende do contexto todo. Às vezes algo está tão no ar, tão em tudo, que a forma como é colocada em palavras é apenas um detalhe. Mas poder dar um abraço ao vivo depois de aceitar... ah, isso faz falta.

    14. Copie aqui o que mais lhe chamou a atenção do blog do escritor João Fernadno Silva Greco:

    http://1.bp.blogspot.com/-tPctDcM2Pew/Tr_pgHKXI4I/AAAAAAAAAQs/EsSb63yxcIQ/s1600/resenhas.jpg

    Desculpe, não resisti, foi muito gostoso ver a imagem da comunidade lá no blog \O/
    Frase escolhida: “Apesar de apresentar a vida do autor aos leitores, a apresenta mais ainda a ele mesmo”.
    Acho tão verdadeiro isso, como vamos descobrindo algo a partir do momento em que escrevemos sobre esse algo que antes parecia tão claro e conhecido e que se mostra um mundo novo e surpreendente.

    15. Fale com o escritor João Fernando Silva Greco:
    Oi João, repito aqui a pergunta que fiz para o Luiz: como você construiu a parte histórica do teu livro? Ela é baseada em fatos reais ou nas histórias contadas e recontadas dentro da família?
    Quando falo em parte histórica, refiro-me à vida social que integra um livro, aos nomes de cidades, ruas, alimentos, música, regiões, etc., etc.

    ResponderExcluir
  43. NIl - Boa tarde, obrigado pela pergunta.

    Escrever para mim é um vício do bem, algo que cresci fazendo e faço de forma descontrolada, do nada surge-me uma ideia no pensamento, ela começa a ganhar forma e de repente: Momento criativo em vista!

    Tenho um livro já a venda chamado Memórias de um Preto Velho, que se passa, em sua maioria, nos tempos da escravidão aqui no Brasil, esse é um romance espiritualista. Acabei de concluir um outro texto meu, desse não posso falar muito, pois ainda há um grande caminho a percorrer até que ele se torne um livro, mas posso garantir que é um ótima ficção, não por mim e sim por conta das críticas de meus pré-leitores, se bem que eu sou meu primeiro crítico e digo que gostei do resultado final também. Outro texto meu, onde falo sobre os anos 80, está quase pronto, esse ainda não teve ninguém para opnar, mas posso dizer que minha intenção nele é fazer com que o leitor tenha uma leitura leve e agradável, o maior sentimento que desejo fazer aflorar no leitor desse livro é a saudade. Fora isso tenho mais 2 textos que um dia terminarei, daqueles eu escrevo e depois paro, de repente dá vontade de escrever de novo e a vontade vai embora tão repentinamente como chegou. Também componho poesias e canções, essa estrofe que você copiou é uma poesia minha que depois de um tempo, dei um enxugada e tranformei também em canção.

    Por fim devo dizer, se eu conseguisse me sustentar com minha arte, sonho que qualquer artista, já haveria por aí no mínimo uma centena de textos assinados por mim, pois escrever, criar, compor é aquilo que mais gosto de fazer na minha vida! Fazer aquilo que gosta é muito importante, mas infelizmente a realidade mundial é que artistas são impossibilitados disso. Tem muita gente boa por aí que é desconhecida, sonhando em um dia quem sabe, cair no gosto do grande público!

    ResponderExcluir
  44. Marcia - Oi querida, tudo bem? Gostei muito de sua linha de raciocínio, bem positivista, pois não? Obrigado pela pergunta.

    Veja bem, minha primeira intenção com esse livro é mostrar ao leitor que ele não está sozinho, que fatos de sua vida, bons e ruins, são vividos em todas as outras famílias do planeta Terra, alguns inclusive bem parecidos. Logo, o mais importante para mim foi levantar as histórias que meus antepassados contavam. Porém, por se tratar de uma história real, cidades, ruas, alimentos, música, regiões, etc... São reais, algumas cidades até mudaram de nome, mas um dia se chamaram exatamente como conto em meu livro. Agora, existem também aqueles "causos" que se contam na roça, esses eu descrevi conforme me contaram, alguns eu até consegui levantar a veracidade das informações, como no caso da professora que foi comida por uma onça em Mato Grosso do Sul, na pequena cidade de Fátima do Sul, outros deixei exatamente como me contaram.

    Pessoas, lembrei-me agora de deixar aqui o link do BOOKTRAILER de O Diário das Revelações, quem quiser assistir é só acessar esse link do youtube.

    http://www.youtube.com/watch?v=zwgfvpILmMQ

    ResponderExcluir
  45. Querida Nil,

    Gostaria que você lesse meus posts anteriores, aqui no blog, para que eu não seja repetitivo.

    Gosto de polemizar, minha amiga. Meus romances são ficção, embora embasados na realidade. Não gosto de "baseado em fartos reais" porque voce usa muitos fatos e faz uma base. Sobre escrever ficção, já conversei com minha amiga Tânia. Talvez aconteça no futuro, mas antes tenho que terminar a continuação do Perfume.

    Pedi para a Ange postar uma foto minha numa Samaumeira para você ter uma idéia do tamanho da árvore.

    Beijos

    ResponderExcluir
  46. Márcia Regina,

    Muito obrigado por sua interação. Muitas das questões que você levanta eu já aobrdei. Agora nossa amiga Angélica vai ter de postar a fotografia da Samaumeira, uma vez que você é a terceira pessoa que pede que se fale sobre ela.
    A foto que tenho, fala por si.

    Querida,

    Eu realmente vivi na selva amazônica por oito anos e as histórias são pesquisas na memória. Claro que aprofuundei com pesquisas junto com usineiros para não cometer gafes, uma vez que nunca explorei o pau-rosa.
    Gostaria que lesse outro texto meu no Recanto "Indios Loiros".
    Não devemos ter escrúpulos demais e dizer "Não uso um perfume que nasce da morte das árvores". Quando assim falamos, damos a entender que uma árvore derrubada nunca mais poderá rebrotar. As árvores de pau-rosa erruadas há 30 anos estão adultas outra vez.
    Outro dia vi num cardápio de uma pizzaria daqui de manaus: "Nossas pizzas são assadas em fornos a gás porque preservamos a natureza não queimando lenha." É uma total burrice, porque o gás não se repõe e as árvores sempre podem ser plantadas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  47. Meninos, tô adorando ver os comentários de vocês, olhem, ainda estou com problemas pra acessar a net, mas, volto antes do encerramento da promoção para falar com vocês, ok?

    Viram aí que a data de encerramento foi prorrogada?

    PROMOÇÃO PRORROGADA até 30/11/2011 às 21:00 horas.

    bj da angel ;)

    ResponderExcluir
  48. Aê queridos!

    Finalmente consegui vir aqui pra conversar com vocês mesmo sendo através de um computador alheio... Ô tristeza que é ter um e não poder usar, mas, deixemos os entretantos e vamos para os finalmentes...:)

    Vou postar cada comentário separado pra ficar mais fácil de vocês se situarem, afinal de contas por aqui não dá pra negritar os nomes, tá?

    Bom falar com vocês, sabiam?

    bj da angel ;)

    ResponderExcluir
  49. Oi AMÁLIA!
    Seja bem vinda! Com certeza irá gostar do livro também! :)


    Oi CLEIDE! :)

    ResponderExcluir
  50. Aêêêê LUA, bom demais te ver abrindo caminho por aqui, muito bem, menina! :)

    Menina, adorei isso que disse: "ahahah Gosto de ser uma mulher que teve um ontem para lembrar, um hoje para viver e um amanhã para sonhar."

    Bem vinda e boa sorte! ;)

    ResponderExcluir
  51. DEINHA querida, seja bem vinda e boa sorte!

    Muito bacana sua resposta para a 13ª pergunta, vou te contar um segredo, mas não espalha, tá? Tenho uns amigos - sim, homens também :) - que estão doidinhos pra serem pedidos em casamento seja lá de que jeito for... kikiki...

    E depois dizem que o ditado "quem tá fora quer entrar, quem tá dentro quer sair" vale muito, sei não, viu... ;)

    ResponderExcluir
  52. Oi MARCINHA!
    Seja bem vinda e boa sorte!

    Sua resposta para a 3ª pergunta é muito pertinente, menina! Seria tão bom se ao ligar a TV pudéssemos ver qualquer notícia que não tivesse nada a ver com corrupção, violência, injustiça, etc e, melhor ainda, se pudéssemos constatar isso no nosso bairro, né mesmo?

    ResponderExcluir
  53. LAINEEEE!!!! Sumida!!! Bom demais te ver novamente, viu?

    Seja bem vinda e boa sorte!

    Vem cá, menina, você respondeu na 1ª pergunta: “1ª -Adoraria...afinal tempo é algo nós inventamos para nos policiar,organizar.” E eu te pergunto: você é preguiçosa ou é uma pessoa que vive a mil por hora? :)

    ResponderExcluir
  54. JANE, gostei desse nick carinhoso, tem tudo a ver com você :D

    Menina, to aqui morrendo de rir de sua resposta para a 2ª pergunta: “Já pensou a gente fazendo filho só no barro????” Ahahaha...

    E você não desencana da tal mega sena, hein?

    Mel Gibson? Até que você não tem mau gosto...rs...

    Boa sorte, menina!

    ResponderExcluir
  55. Oi BETINHA!

    Seja bem vinda e boa sorte!

    Não tinha pensando nesse lance de data para as datas comemorativas (1ª pergunta), só no sentido de horário-compromisso, se é que me entende, legal isso.

    ResponderExcluir
  56. RUDY querida!

    Obrigada pelas palavras carinhosas! :)

    Sua resposta à 7ª pergunta: “Deve ser alguma coisa bem cheia de roubalheira e sem autorização” faz todo sentido num país como o nosso, né, ?

    E parabéns pelo apoio ao menino JOÃO seguindo seus blogs! :)

    ResponderExcluir
  57. RUDY:

    Esqueci de dizer que sinto muitas saudades do seu tananam, tananam... :D

    ResponderExcluir
  58. Oi NIL!

    Bem vinda e boa sorte, menina!

    Adorei o que disse na 2ª pergunta: “As mulheres mandam,só fingem que não. ;)” ehehe...

    Cadê o povo do sexo masculino pra se manifestar about? [joga lenha na fogueira, joga...rs...]

    ResponderExcluir
  59. Oi MARCIA! :)

    Muito bom te ver participando da promoção, seja bem vinda e boa sorte!
    Achei demais a sua resposta para a 6ª pergunta, com certeza, é chocante pensarmos em coisas que nos agradam tanto, mas, que custam vidas!

    Bem vinda e boa sorte! ;)

    ResponderExcluir
  60. Oi JOÃO! :)

    Feliz Ano Velho é um livro intenso, o seu também é, não é difícil saber porque ele foi um dos livros que o incentivou a escrever.

    Gostei do que disse aí em cima:

    “Por motivos aparentemente óbvios, não procuro uma mãe em minha esposa, mas isso não me impede de fazer uma manha de vez enquando, afinal, ninguém é de ferro.”

    É isso aí, menino, depois de tudo por que passou acho que merece pedir carinho e atenção através de uma manhazinha... rs... E felizmente tem a Vanessa ao seu lado para lhe proporcionar tais mimos. :)

    ResponderExcluir
  61. Oi LUIZ! :)

    É empolgante conversar com os meninos, não é mesmo? Ainda tá faltando gente por aqui, espero que consigam aparecer até o dia 30, essa época de provas de final de ano sempre complica um pouco.

    Estou adorando suas respostas, viu, com direito a poesia e tudo? Bom demais! :)

    ResponderExcluir
  62. Bem, já vi que deixei de dar as boas vindas e desejar sorte para alguns, então, para estes:

    Sejam bem vindos e boa sorte! :D

    E se eu "pulei" alguém, que ele se manifeste agora ou cale-se para sempre....rs...

    Durmam bem, meninos!

    bj da angel ;)

    ResponderExcluir
  63. 1 - Com certeza. Nos limitamos muito ao tempo criado pelos homens.

    2 - Que tipo de poder? uahauha
    Acho que mentes brilhantes condizem mentes menos brilhantes, independente do sexo.

    3ª Acredite, a novidade seria a "Eva"
    hahauhaua

    4ª Pregu...

    5ª "Gostaríamos que passar pelos dias fosse como passar por meridianos
    e paralelos, a evidência de estarmos indo numa direção, não entrando e saindo
    da mesma sombra."



    6 - Haaa....hoje me dia é mais fácil controlar a extração...plantio continuo...

    7ª Exploração sobre todas as formas(humana, mão de obra, material)

    8ª Pau-BRasil, claro.

    9ª Arvores em fuga.

    10ª Luiz...fale um pouco sobre sua relação com a terra/ o verde...pq está presente em suas obras?

    11 - Diria que a mãe é humana, e que por isso, é natural a divergencia.

    12 - Concordo.
    :)

    13 - Pedir em casamento já é romantismo. O povo que drama...hauhaua

    14ª Gostei de ter disponibilizado os primeiros capitulos para leitura...não copiei pq é grande...e o interessante é o conceito...


    15ª Sempre fico curioso como a pessoa se descobriu autor....e aí, como foi o processo para você?

    ResponderExcluir
  64. - Rafhael,obrigado por participar e pela pergunta!

    Escrever para mim sempre foi um vício, uma mania, uma tara talvez(rsrsrsrs). Desde muito novo, bastou eu ter acesso a alfabetização, que saí escrevendo histórias e poesias em tudo que era pedaço de papel que eu encontrava.

    Não posso generalizar, mas acredito que o mais difícil é vestir a roupagem de escritor, poeta, compositor, enfim artista. Ser é uma coisa, acreditar que é, é outra totalmente diferente.

    Nunca fui muito estimulado à escrita dentro de minha casa, fora que na rua ao apresentar-me como escritor, as pessoas tomam um suto daqueles, não sabem como agir. Ora pensam que estão falando com um ET, ora que eu tenho muito dinheiro, ora desconfiadas com seus olhos me dizendo: "Isso não é profissão".

    Então, devo dizer que ser escritor é a parte mais fácil, pois é um dom. Acreditar, vestir a roupa de escritor e colocar o nariz para fora de casa com ela que é o mais trabalhoso.

    É assim para todo artista, por exemplo, dia 22 de novembro foi o dia do músico, você não imagina o tanto de piadas que eu li no facebook a esse respeito: "E você faz o que? - Sou músico. - Tá, mas qual é sua profissão?"

    Deixa eu contar uma historinha:

    Certa vez, quando eu ainda namorava com minha esposa, saí de São Paulo e fui até Campinas onde ela morava. Levei uma pequena mala com algumas mudas de roupas e meu violão. Menino, você não sabe o susto que dei em meus sogros, parecia que eu estava entrando pela porta da casa deles em posse de um fusíl AR15 e não com uma velha viola, onde eu me arriscava em alguns acordes.

    Diziam eles: "Emprego ele não arruma, mas a viola ele não esquece de trazer!" - Pois é, para piorar eu estava desempregado. KKKKKKKKK

    Então para terminar, devo dizer que acredito que a pessoa nasce com a arte dentro de sí, ser artista é algo que transcende a vontade, simplesmente é! O problema é se arriscar e estampar isso na testa, colocando a cara a tapa para quem quiser bater.

    ResponderExcluir
  65. Angel,querida!!
    Como é bom está de volta!E confesso que o blog é muito atrativo.Perdi mto do entusiasmo que tinha em usar o Orkut.
    Lá vai a resposta á pergunta que me fez:'E eu te pergunto: você é preguiçosa ou é uma pessoa que vive a mil por hora? :)'
    _ Eu como boa baiana,procuro não me estressar.Procuro o meio termo entre a rapidez desenfreada e a lentidão que imita os quelônios.O próprio Jeová,segundo a Bíblia,fez Universo e tudo o que há nele em 7 dias...sem pressa alguma! rsrsrsrsr
    Bjux e mais uma vez parabéns pelo incentivo à leitura.Adoro o Resenhas Literárias:)

    ResponderExcluir
  66. RAFHINHA:

    Que bom que apareceu, menino, tava com saudades da tijolada na cabeça... ops... da sua pessoa...rss...

    Pau-Brasil? Sabe que me lembro de uma aula que tive em 1900 e bolinhas sobre essa árvore? Ohhhhhh!!!!

    Seja bem vindo e boa sorte, querido! :)

    ResponderExcluir
  67. LAINE:

    Muito bom saber que o Blog está atrativo, menina, e que coisa esse lance do Orkut, viu, eu sempre digo que tudo que é demais não é bom, e no caso das redes sociais existem tantas hoje em dia que a gente não sabe pra que lado ir, principalmente porque o tempo que se tem livre pra navegar pela net não nos permite ser membro ativo de todas ao mesmo tempo, aí dá nisso, algumas acabam caindo no ostracismo, acho que é o caso do Orkut.

    Se classificou como boa baiana não precisa dizer mais nada que já entendi tudinho... :)

    bj querida, da angel ;)

    ResponderExcluir
  68. JOÃO:

    Não me lembrava que você tocava violão, sabia que eu tenho um, mas, tocar só se for na cabeça dos outros...rs..., nunca consegui aprender a tocar... Dom é de quem tem, não de quem quer... Que tipo de música você mais toca?

    E outra pergunta:

    O que você pensa dessa situação do Orkut que, a cada dia que passa está caindo cada vez mais no ostracismo?

    bj da angel ;)

    ResponderExcluir
  69. João:

    Ri demais com a historia do violão...huahuaha

    Angel: Vamos formar uma dupla....pq tentei aprender tbm e n sai muito do lugar não...rs
    Obrigado pelas boas vindas.

    ResponderExcluir
  70. Já pensou RAFHINHA, seria "viãolada" pra cabeça de todo mundo... kikiki

    ResponderExcluir
  71. LUIZ:

    Falando em violão, existe alguma árvore especial na Amazônia que é utilizada para fazer esse instrumento?

    bj da angel ;)

    ResponderExcluir
  72. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  73. Oi Angel

    Sim, eu me arrisco nas seis cordas de um violão, não sou um violonista, mas como todo bom "macaco gordo" quebro um galho.

    O Violão se tornou importante para mim, pois como poeta eu sempre senti muita vontade de transformar minhas poesias em música, visto que música nada mais é do que uma poesia somada a uma melodia. Daí para frente fui arriscando, ganhando alguns calos nos dedos e consegui aprender a tocar. Um dia quem sabe entro numa escola de música para me tornar um violonista.

    Sou uma pessoa eclética, gosto de tocar de tudo, mas as horas mais agradáveis que passo com o violão são enquanto estou compondo ou tocando minhas próprias músicas.

    Sabe aquela piada que diz que todo mundo que toca violão, detesta ouvir "Toca Raul"? Então, sou uma exceção a essa regra, adoro o Maluco Beleza e tocar as músicas dele me faz muito bem também.


    Quanto ao Orkut Angélica, devo dizer que a internet tem razões que a própria razão desconhece.

    Quando o Orkut chegou ao Brasil e só permitia acesso às pessoas convidadas, fiquei extremamente feliz ao receber um convite e achar tanta gente conhecida, participar de comunidades tão interessantes e passava horas agradáveis no Orkut, acreditando que estava fazendo alguma coisa, quando de fato só matava o tempo.

    O Brasil se tornou o país com o maior número de usuários do Orkut, tanto que o google mudou para cá o escritório do Orkut para cá. Há alguns anos, amigos e parentes meus que moram fora do Brasil começaram a sumir, misteriosamente do Orkut, quando eu os questionava por email eles respondiam "Muda para o Facebook, que é bem melhor". Depois de bastante insistência acabei indo para o Facebook, meio ressabiado, mexi um pouquinho, procurei semelhanças com o Orkut e não encontrei! Como todo ser humano, resisti a essa mudança e abandonei o perfil recém criado do facebook.

    Com o tempo, comecei a notar que o Orkut estava fazendo mudanças ridículas em sua interface, e que cada vez mais tentava se assemelhar ao Face, o problema é que a cópia nunca é tão boa quanto o original e logo as coisas começaram a ficar difíceis por lá, muita lentidão, milhões de músicas tocando ao mesmo tempo em minha página principal e dificuldades mil. Eu usava muito o Orkut para divulgação, ficou tão difícil divulgar-me lá, com tantas regras e captcha e bloqueios, que simplesmente parei.

    Como se eu fosse um menino sapeca, comecei a entrar no Facebook sem contar para ninguém, para ver se me habituava com aquele novo conceito em rede de relacionamento, pois começava a sentir uma solidão profunda no Orkut. Fim da história, hoje em dia pouco utilizo o Orkut, ele até me irrita.

    Agora se me perguntarem qual dos dois acho melhor, aí vem uma boa questão. O Facebook na minha opinião conseguiu ordem através do caus, ainda me perco vez ou outra nele, já o Orkut em seus primórdios era todo organizadinho. Sabe porque o Facebook é melhor? Por que é lá que as pessoas estão e o mundo é movido por pessoas e não por aplicativos!


    Agora o motivo das pessoas preferirem o Face ao Orkut eu não sei, não tive escolha, simplesmente fui arrastado pela mesma tsunami que levou milhões de pessoas para lá.
    Na expectativa de entender melhor esse fenômeno, assisti o filme A Rede Social, que conta a história de Mark Zuckerberg o criador do Facebook, ou talvez o co-criador do Facebook, sei lá! Só sei que assim como, em minha opinião, o Facebook é todo bagunçado, a história de sua criação é da mesma forma um caus. Não enxerguei originalidade nessa criação, o Orkut já existia há algum tempo, ele mais me pareceu um daqueles inventores que por desconhecer a criação de outra pessoa, acredita que criou algo inédito, a exemplo de Santos Dumont e os irmãos Wright (Quem inventou o avião?).

    Bem, para variar eu escrevi demais, "êta mania!"

    Até que surja nova rede social e nova migração, todos que quiserem me encontrar facilmente, estou no facebook, basta acessar um de meus blogs, lá tem o link, ou procurar-me diretamente pelo aplicativo.

    Paz e Luz a todos!

    ResponderExcluir
  74. Legal, João!

    Acho que isso faz parte da vida, né, as coisas vão evoluindo, se pra melhor ou pior, não sei, eu só sinto que todo mundo hoje mete o pau no Orkut ao enaltecer o face, penso que não deveríamos cuspir no prato em que comemos até ontem...rs... De minha parte ainda tenho dificuldades para navegar no face (e em tudo o mais na net...rs...) por isso sinto bastante essa debandada do povo pro face e outros espaços, mas, como eu disse aí faz parte e quem sabe o dia de amanhã? De repente o Orkut se aprimore de forma adequada e eficiente e volte a reinar na rede social...

    bj da angel ;)

    ResponderExcluir
  75. Aê PESSOINHAS!

    Consegui postar a foto da Samaumeira que foi bastante comentada na promoção. Ela está na abertura logo abaixo a foto do livro O Perfume do Pau-rosa, confiram lá e comentem à vontade, ok?

    ResponderExcluir
  76. 1 - Pergunta filosófica de difícil solução. O tempo é criação nossa. Hoje me pauto pelo tempo, tudo o que faço é pensando nele. Acho que gostaria de poder viver sem tempo, pelo menos sem a passagem dos anos pelo meu corpo, o tempo é implacável com a gente.

    2 - Só posso dizer por mim. Fui criado por mulher em meio a mulheres, portanto tenho minha identidade e tudo o que sou por obra de mulheres. Sou ou não sou um cara sortudo?

    3 - A novidade que mais desejo no momento é um patrocínio para meu caçula.

    4 - Gostaria de ler sobre as mazelas do esporte nacional.

    ResponderExcluir
  77. 5 - "Depois de ganhar uma mulher e descobrir o tempo e sua mortalidade, Adão
    descobriu seu próprio corpo. Que semana!"
    Posso imaginar! rs.

    6 - Taí uma pergunta que na maioria das vezes não consegue nos tocar. O problema é que vivemos em um local totalmente urbano, não nos preocupamos com animais, plantas, etc. Tudo vem prontinho, pasteurizado. Por isso não nos damos conta do quão importante são estas questões. Não viremos as costas à modernidade, mas saibamos conviver com a natureza sem destrui-la.

    7 - Esta é fácil: ele fala do desmatamente, do lucro desenfreado, do ganhar a qualquer custo. Tudo isso cheira muito mal mesmo.

    8 - Desejo um texto sobre o mogno ou mesmo o velho e famoso pau-brasil.

    9 - "Embate", um texto erótico bem escrito tem sempre um lugar especial.

    ResponderExcluir
  78. 10 - Caro Luiz, você acho que esta batalha é inglória? Você já enfrentou dissabores ou mesmo repreensão por esta luta?

    11 - Eu diria que parte de se tornar adulto, maduro e responsável passa pela quebra de paradigmas e da descoberta de que todos são humanos, portanto passíveis de erro. Cabe-nos entender e perdoar aos outros e a nós mesmos.

    12 - Concordo sim. E mais ainda, as respostas são os caminhos que escolhemos, a coragem que temos de enfrentar o que a vida no apresenta.

    13 - Totalmente... sou romântico à moda antiga, por mais timidez que uma pessoa possa ter, este é um momento especial. mas sou suspeito pra falar, odeio falar ao telefone rs.

    14 - "No Brasil, desde antes de minha geração, tentam ensinar nas escolas que nossa história é a de um povo manso e pacífico, que nossa nação foi construída por homens bondosos, heroicos e cordiais. Antes fosse, mas adianta alguma coisa ensinar mentiras e meias verdades nas escolas? Que tipo de cidadãos estamos criando para o futuro?"
    Adorei este trecho, para mim que já fui educador vem bem a calhar. Mas deixei sem respostas, porque cada um deve contruir a sua própria.

    ResponderExcluir
  79. 15 - Caro João Fernando, já participei de outra promoção em que você estava presente e fiquei louco pra ler seu livro. Você acha que sua experiência fez de você uma pessoa melhor ou serviu para provar que toda amargura deixa marcas indeléveis?

    ResponderExcluir
  80. Olá Rodolfo, lembro-me de você, inclusive que uma de suas perguntas feitas a mim, na outra promoção, possuía o mesmo teor de profundidade da pergunta que me fez agora.

    Obrigado por participar novamente!

    Respondendo a sua pergunta, acredito que minhas experiências serviram para as duas coisas Rodolfo. Minha opinião é de que as amarguras, tristezas, decepções, e tudo mais de ruim que a vida coloca no caminho do ser humano, realmente provocam marcas indeléveis na alma de uma pessoa.

    São muitas as pessoas que enchem a boca para falar de superação, mas desconhecem seu verdadeiro significado. Superar não é uma borracha que apaga as más lembranças, deixando apenas as boas, superar tem muito a ver com aceitação, resignação.

    “OK aconteceu comigo, mas agora é bola para frente!”

    O passado sempre volta à memória de um indivíduo, tentando deixa-lo triste e amargurado, não raro uma pessoa que é marcada por um passado muito difícil, torna-se uma vítima de tudo, alguém que não se pode encostar o dedo sem pedir licença que ela já começa a chorar e dizer que machucou.

    Pois é, a vida realmente tatua em nossas almas as marcas de nossa dor! Porém, dada a superação, a real superação, tudo fica mais fácil, a lembrança vem machucando forte, mas nesse momento o indivíduo simplesmente pensa aquilo que citei entre aspas logo acima.

    Aceitar que o passado é algo imutável, faz inclusive que a pessoa passe a entender que tudo tem um significado e começa a buscar formas de tirar proveito das situações que tanto o afligiram no passado, passa a encarar aquilo como experiência e a partir dela começa uma jornada pela transformação em busca de se tornar uma pessoa melhor, aí que esta uma das belezas da vida!

    Uma das coisas que aprendi nesse mundo, é que temos duas formas de aprender, uma delas pela dor e a outra pelo amor, sim como no velho ditado. As duas funcionam muito bem, mas nós seres humanos, talvez por conta de nosso estado ainda negativista, fazemos a maioria das escolhas que nos levam à dor.

    Podem me perguntar: “Mas no seu caso você era uma criança muito novinha, teria você alguma culpa pelas barbaridades que aconteceram com você”?

    Claro que não, as coisas que passei quando criança foram apenas o reflexo das más escolhas tomadas pelas pessoas a minha volta, com certeza tais pessoas sofreram muito mais do que eu e algumas delas ainda sofrem. A inocência de uma criança não permite que ela tenha muito discernimento da vida, porém essa mesma inocência não lhe dá a força necessária para remar sua canoinha para onde quiser, sua única opção é ficar quieta enquanto alguém mais forte rema.

    Então querido Rodolfo, minhas experiências serviram para me transformar em uma pessoa melhor, ao passo que deixaram marcas indeléveis em minha alma. Isso é assim com todo mundo, em algumas pessoas com mais intensidade em outras com menos, mas é sempre assim.

    Hoje, prefiro seguir pelo caminho indicado por Dalai Lama na seguinte frase:

    "Só existem dois dias no ano em que você não pode fazer nada pela sua vida: Ontem e Amanhã."

    Paz e Luz.

    ResponderExcluir
  81. Raphael,

    desculpe a demora.
    Você disse uma coisa muito certa. Muitos daqui vieram de círculos que já perdeream o vínculo com a terra. Nunca sentiram o prazer de pisar descalço numa terra recém revolvida.

    Para ver porque o "perfume não cheira bem"é realmente necessário ler o livro. Cada um vai ter sua lição. Eu não costumo fazer julgamentos, porque há situações em que algumas regras urbanas devem ser postas de lado. Mas no livro você vai deparar que as regras "deixadas de lado" são as essenciais para a dignidade humana.


    Quanto ao Pau-brasil, conheço uma madeira que os índios chamam de Muirapinima, que tem um coloração de vinho bourdeau e é muito pesada. Provavelmente esse é o Pau-brasil, mas precisaria mais pesquisas. Existe uma história no conhecimento oral que os portugueses levavam o pau-brasil para servir de lastro quando não havia carga mais nobre. Mas jamais comprovei isso em livros. Apesar de nossa história falar do pau-brasil como "riqueza"não me parece que ele desperte curiosidade no leitor.

    A natureza está presente no Perfume do Pau-rosa, especialmente a exuberância amazônica que nunca devemos esquecer que é uma terra anfíbia, em que terra e água têm a mesma importância. Com certeza, minha vivência no interior está muito presente em meus escritos.

    Gostei muito de que você se agradou do poema Árvores em Fuga,

    Abraço

    Luiz

    ResponderExcluir
  82. Rodolfo,

    Muito obrigado por sua interação.

    Sempre descobrimos que somos ignorantes quando deparamos com uma comida pronta cuja história desconhecemos, quando compramos uma roupa e desconhecemos a origem do fio, um perfume, um remédio. Mesmo que vivêssemos em outro lugar, que nã fosse entre quatro paredes, ficaria muito difícil acumular conhecimentos sobre todas as coisas que interagem com nossa vida. A não ser que voltássemos ao primitivismo e reduzissemos nossas necessidades ao básico.

    Todas as atividades na selva obedecem regras próprias, mas há o atropelo de direitos básicos, como você irá comprovar no livro. O chamado "lucro a qualquer custo"só é válido quando o custo é transferido para o outro, como aqui, é feito para a natureza.

    Na região onde trabalhei, o incidência de mogno era pífia. Os moveleiros costumam substituí-lo por andiroba ou louro-gamela. Aliás, houve uma importadora americana que comprava andiroba e vendia como mogno nos Estados Unidos. Gostaria que você lesse o comentário que fiz acima, para o Raphael que tabém sugeriu o Pau-brasil.

    Quando você fala em "luta", quero dizer que não ando na rua defendendo isso ou aquilo. Creio que falar da beleza e do valor do verde ajuda mais que gritar "contra"alguma coisa. Não sou hipócrita a ponto de defender a mata pura e simplesmente. Acredito que se deve permitir e, em alguns casos, até estimular a derrubada de árvores adultas, para que haja uma renovação mais rápida. Mas isso soa muito capenga numa área devastada como já o é a maioria do Brasil. Acontece que a natureza se renova, e isso deve ser estimulado. Proibir por proibir o desmatamento, pode não levar a nada. Tentar salvar algumas árvores também é tolice. Com as castanheiras acontece isso: derruba-se a mata em roda dela e ela fica sozinha, pronta para cair ao primeiro vento forte, uma vez que fica sem a proteção de outras, com sua copa a vinte e cinco metros do chão.

    Bem, o gênero erótico não é meu forte, apesar de achar que toda forma de literatura deve ser livre. Ëmbate"foi um poema de encomenda rsrsrsrs

    Abraço

    Luiz

    ResponderExcluir
  83. ANGEL.

    Existe na periferria de Manaus um senhor que ensina meninos a fabricar instrumentos musicais a partir de madeiras regionais.

    O grupo "Raízes Caboclas"infelizmente já desfeito, usava e abusava de instrumentos naturais, feito de tudo que se encontrasse por ai.

    O violão exige uma tecnologia e investimentos muito grandes. Vender madeira bruta para fábricas lá longe, em nada ajuda ao nativo.

    O Amazonas já exportou tripas de Urubu para a fabricação de arcos de violino.

    Beijo

    ResponderExcluir
  84. ANGEL

    Muito o0brigado por postar a foto da Samaumeira, logo abaixo do livro.

    Beijos

    ResponderExcluir
  85. Caro João Fernando, lembro-me bem de nossas primeiras conversas. A profundidade com que fala sobre a "dor" sempre me comove, seja porque toca a todos indistintamente, seja porque sempre quero saber um pouco mais das dores de cada um que me cerca. Leio livros a respeito da dor, da loucura, do mal no pensamento moderno. Não pense que faço isso com tamanha profundidade, porque nada substitui a vivência. Faço para me sentir mais próximo de quem a sente, para poder ajudar ou me prevenir, não sei ao certo. O que realmente sei é que quando a dor é compartilhada ela se torna menor, suportável. Obrigado por suas palavras sempre tão acolhedoras. Espero prezar de sua amizade. Abraços.

    ResponderExcluir
  86. Caro Luiz, fico sempre imaginando os defensores da natureza em dois grupos: os heróis e os aproveitadores. Você já deve ter se deparado com ambos mais de uma vez. A demagogia está presente em todas as esferas e se a natureza está na moda, então lá estarão os demagogos de plantão. Sua presença por aqui me faz crer que você faz parte do primeiro grupo, o dos heróis, que clamam por um mundo melhor, mas não ficam sentado em salas com ar condicionado, mesas enormes feitas de madeira de lei e cadeiras estofadas. Por isso me rendo a tudo aquilo que você diz e defende. Abraços e estou curioso pra ler seu livro, espero ser um dos ganhadores.

    ResponderExcluir
  87. Obrigado pelas palavras Rodolfo, espero também que possamos cultivar uma amizade, para assim podermos trocar mais "dedinhos de proza".

    É hoje gente, hoje acaba a promoção! Gostei muito de ter participado de mais essa, mas juro que, como não fiz as contas, fico aqui pensando que sobrarão livros ao ponto que faltarão pessoas. É uma pena...

    Bem, aquela promoção que fiz, em meus blogs e na página de meu livro no clube de autores, não fez lá grande sucesso, mesmo assim agradeço do fundo do meu coração as poucas pessoas que por lá passaram e deixaram seu carinho.

    Encerrei a promoção em meus blogs e aqui vão os resultados! (GENTE, ENCERREI A PROMOÇÃO SÓ EM MEUS BLOGS, AQUI QUEM MANDA É A ANGEL, rsrsrs)

    BLOG - MEU CORAÇÃO NOTURNO (2 comentários no post da promoção)

    MARCIA REGINA - Ganhadora de um exemplar em formato Ebook de meu livro O Diário das Revelações. Obrigado pelo carinho Marcia, basta você enviar um e-mail para a Angel que eu encaminho o livro para você!

    BLOG - O DIÁRIO DAS REVELAÇÕES (2 comentários no Post da promoção)

    LAINE - Ganhadora de um exemplar em formato Ebook de meu livro O Diário das Revelações. Obrigado pelo carinho Laine, basta você enviar um e-mail para a Angel que eu encaminho o livro para você!

    Página do livro no site CLUBE DE AUTORES (1 comentário)

    ANDREIA PINHEIRO LIMA - Ganhadora de um exemplar em formato Ebook de meu livro O Diário das Revelações. Obrigado pelo carinho Andreia, basta você enviar um e-mail para a Angel que eu encaminho o livro para você!

    ResponderExcluir
  88. LUIZ:

    Estou impressionada com sua resposta para minha pergunta sobre a confecção de violões, que pena que o grupo se dissolveu...

    E olha, caí das pernas ao saber que o Amazonas exportou tripas de Urubu para confecção de arcos de violino... Que mara isso!!!!


    Ahhh, que pena que a promoção tá chegando ao final, eu gostaria de ter podido conversar mais com todo mundo, infelizmente, sem computador é muito complicado.

    MASSSSSSS... Será que teremos retardatários?

    Aviso que talvez, por estar sem computador, eu possa atrasar na divulgação dos contemplados, mas, darei o ar da graça.

    ENTÃO, já aviso que as respostas postadas a partir das 21:00 horas não serão consideradas para o sorteio, ok?

    Até a noite, pessoal!

    bj da angel ;)

    ResponderExcluir
  89. 1ª Pergunta

    Bom, sim... afinal se não tem data não vence hahaha

    2ª Pergunta

    Até o ponto máximo. Se um homem se apaixona verdadeiramente por uma mulher ela reina! (tá, tudo bem, foi muito feminismo!)

    3ª Pergunta

    Novis do tipo, você ganhou a promoção do blog resenhas literárias! ( cara de pidona)
    Pode ser algum anjo misericordioso dizendo que vai pagar a minha ida para os States estudar no CCLS.
    Ou mesmo minha mãe dizendo que vai pagar as dispesas de meu futuro casamento ( futuro mesmo!) e ainda vai me dar uma estante
    quilométrica para colocar meus livros...

    5ª Pergunta

    A crônica que abre o livro traz Adão vivendo no eterno presente do Paraíso, sem passado, nem
    futuro, sem datas e preocupações. Isso até a chegada de Eva, que, apenas para puxar assunto, lhe
    teria perguntado: "que dia é hoje?". Seria este o marco que tirou a eterna paz de Adão,
    introduzindo a humanidade ao complicado mundo que se conhece hoje.

    6ª Pergunta

    Pois é, acho que é por isso que o perfume puro custa uns 600,00... mas eu nem queria mesmo...

    7ª Pergunta

    Acho que ele deve mostrar algo que é feito ilegalmente...

    8ª Pergunta

    Todas. São árvores! São lindas e todas merecem um romance!

    9ª Pergunta

    Adorei o soneto JANELAS. Me lembra a cidade do meu avô, São Tiago :)

    10ª Pergunta

    Olá Luiz!

    É um prazer tê - lo por aqui :)
    Fiquei muito curiosa com seu livro, estou torcendo para ganhar!
    Muito sucesso para você!

    11ª Pergunta

    Eu diria que ninguém é perfeito, todos cometemos erros e não ser uma heroína não quer dizer que seja uma pessoa ruim.

    12ª Pergunta

    Sim! Não temos tanto direito de escolha quanto pensamos.

    13ª Pergunta

    Não! É amor, e amor por si só é romântico. Mesmo sendo afirmado por telefone.

    14ª Pergunta

    "Eclético, gosta de ouvir todo tipo de música, ler todo tipo de livro e viajar para todo tipo de lugar."

    Escolhi esse trecho porque também sou assim :)

    15ª Pergunta

    Olá João!
    Fico feliz por estar aqui ^^
    Espero que tenha muito sucesso com seu livro!

    ResponderExcluir
  90. Oi TATY, tava achando que você não iria aparecer.

    Boa sorte, querida!

    Logo mais eu volto!

    bj da angel ;)

    ResponderExcluir
  91. Oi Taty,

    Obrigado por sua participação.

    Concordo com você que todas as árvores merecem ser imortalizadas num livro.

    Obrigado, mais um vez.

    ResponderExcluir
  92. AGRADECIMENTOS:


    O meu muito obrigado à Editora Objetiva que tem sido uma parceira constante no incentivo à leitura. Com certeza, Em algum lugar do paraíso será mais um grande sucesso!

    Luiz querido, foi ótimo promover um livro que aborda um tema tão pouco comum e, melhor ainda, poder conhecer através da entrevista um pouco mais de uma das grandes riquezas naturais do nosso querido Brasil, sem contar o tudo mais que nos revelou. Valeu, menino! Sucesso sempre!

    João querido, obrigada por mais uma vez se fazer presente em nossos espaços com o seu livro, saiba que apesar de já tê-lo lido foi emocionante sentir que suas respostas e esclarecimentos aos meninos saíram de dentro um coração valente. Sucesso, menino!

    E,claro, obrigada a vocês pessoinhas queridas, pela presença que como sempre é a alegria de nossas promoções.

    Já volto com os nomes dos felizardos! :)

    Até já! ;)

    ResponderExcluir
  93. CONTEMPLADOS

    EM ALGUM LUGAR DO PARAISO – Luiz Fernando Verissimo – Editora Objetiva

    1) JANE
    2) RUDY
    3) RAFHAEL
    4) ANDRÉIA

    O PERFUME DO PAU-ROSA – Luiz Lauschner

    1) MARCIA REGINA
    2) RODOLFO
    3) LUA

    O DIÁRIO DAS REVELAÇÕES – Uma história real – João Fernando S. Greco
    - Exemplar impresso:
    1) LAINE

    - E-books
    1) RODOLFO
    2) TATI
    3) MARCIA PAZ
    4) BETE
    5) NIL

    PARABÉNS A TODOS!!!!

    Já sabem queridos, mandem os endereços para o meu email: angélica.pb@terra.com.br

    Tem uns felizardos aí que ganharam dois livros, né, tivemos mais exemplares cedidos do que o número de participantes, uma pena que muitos não puderam comparecer.

    Lembrando que os participantes que responderam apenas as perguntas na Comunidade, de acordo com as regras da promoção, não entraram no sorteio.

    Tenham uma noite de lindos sonhos!

    bj da angel ;)

    ResponderExcluir
  94. Acabo de chegar da facul e sabendo que o resultado da promoção do blog Resenhas Literárias seria hj,fiz questão de conectar pra conferir os contemplados.E Não é que deu na cabeça:Laine!! Estou muito feliz e agradecida.Mais uma vez,agradeço por compartilhar conosco suas vivências,experiências e pensamentos.Tenho curtido muito ler seus textos no 'Coração noturno'...
    Peço licença pra compartilhar entre meu amigos um pouco de sua 'alma literária'. Luz e paz no seu trilhar,João!!
    Parabenizo aos demais contemplados,aos escritores,Angel e Fábio.
    Feliz :)

    ResponderExcluir
  95. Parabéns a todos os contemplados!

    Marcia, que sortuda heim? Joga na loteria menina, você ganhará! (rsrsrsrs) Será um prazer receber suas opiniões a respeito de meu livro, quando terminá-lo e aproveite bastante do Perfume do Pau Rosa, me parece ser delicioso também!

    Laine, que coisa heim menina? Bem, você agora tem dois exemplares de meu livro, um E-book e a versão impressa que mandarei para você. Olha só que coisa boa, agora você pode lê-lo em casa e carregá-lo em um pen drive para lê-lo em algum outro canto que você vá. Parabéns, joga na loteria você também! Saiba que ficarei aguardando ansioso por suas opiniões quando terminar a leitura de O Diário das Revelações!

    Rodolfo, agora você poderá ler meu livro e poderemos trocar aquele dedinho de prosa qualquer dia desses. Depois de ler não se esqueça de me enviar suas impressões da leitura, ok?

    Tati, parabéns querida! Espero que goste da leitura e que assim que terminá-la também me envie suas impressões.

    Marcia Paz, que bom que você ganhou um exemplar também, agora poderá, mesmo achando que eu não sou lá muito romântico (rsrsrs brincadeira), conhecer um pouco melhor minha história através de meu livro. Quando terminar a leitura, não se esqueça de me enviar suas impressões, ok?

    Bete querida, agora você vai conhecer detalhadamente a história de meu encontrou com o Zé Bétio, que não foi bem encontro e saber por que conto isso em meu livro, você não imagina o que esse pequeno trecho de minha vida significou para os anos que se seguiram. Tchan, Tchan, Tchan, Tchan! Não se esqueça de me enviar sua opinião a respeito de leitura, quando concluí-la, tá bem?

    Nil querida, Parabéns! Você também não achou minha atitude muito romântica né? rsrsrsr, mas tudo bem, agora você poderá conhecer melhor minha história, talvez mude de opinião, talvez não. Ei, não se esqueça de mandar suas impressões para mim, quando terminar a leitura, combinado?

    Angélica querida, OBRIGADO, OBRIGADO, OBRIGADO!

    Depois daquela nossa troca de e-mails, possivelmente você pôde conhecer-me melhor ainda, sabe que arrisco-me pelos caminhos da sinceridade, por mais que eles possam ser perigosos. Não tive como não demonstrar meu desapontamento por conta do baixo volume de participantes dessa promoção, lamentei bastante! Mas quer saber de uma coisa, não deixei de pensar que qualidade é melhor do que quantidade e acredito que por aqui apareceram a Crème de la crème, prestigiando a nós autores com suas presenças maravilhosas e tão importantes!
    Para você Angélica, minha amiga incentivadora da leitura, ficam meus melhores pensamentos e minhas melhores vibrações.
    Em breve outro livro meu, Memórias de um Preto Velho, estará pronto para participar de uma promoção, por se tratar de um livro espiritualista, não sei se poderá ter espaço em Resenhas Literárias, visto que trata de um assunto tão específico, porém saiba que ele também esta a disposição para uma promoção!!

    Luiz, sucesso para você meu querido! Saiba que acompanhei todas suas respostas e também fiquei muito curioso para ler O Perfume do Pau Rosa, pena que não participei da promoção para concorrer a um exemplar, mas saiba que vou procurá-lo pelas livrarias de minha cidade e lê-lo com muito carinho.

    A todos meu muito obrigado por novamente me receberem tão carinhosamente, saibam que de um jeito ou de outro, todos que por aqui passaram trouxeram um pouco mais de felicidade para minha alma. Pronto galerinha, vocês conseguiram, deixaram o JOÃO FELIZÃO! OBRIGADO! :-)

    Paz e Luz a todos!!

    ResponderExcluir
  96. Parabéns a todos.

    Quero receber o endereço para remeter o livro, juntamente com uma folha da árvore do Pau-rosa. Assim, vocês terão uma companhia a mais nas férias de final de ano.
    Adorei a interação de vocês todos. Agradeço a Angélica por seu espírito abnegado de alimentar o site e a comunidade. Agradeço a Tânia Mara que me mostrou o caminho deste blog e me apresentou a vocês todos.

    Esse agradecimento não é um adeus, uma vez que pretendo visitar o blog de vez em quando.

    Amei vocês todos e todas.

    Grande beijo

    ResponderExcluir
  97. Estou alucinadamente feliz... uau, ganhei dois livros. Obrigado Angel por ter proporcionado mais esta promoção maravilhosa e aos autores que sempre abrilhantam nossa Comunidade. O dedo de prosa ainda está de pé caro João. E Luiz não abro mão da folha, agora estou curioso.

    ResponderExcluir
  98. Que clima bom aqui no blog.Um misto de alegria,confraternização,respeito e admiração.
    Estarei sempre passando aqui pra ver o que estão fazendo de novo...
    João Fernando,ando mesmo numa maré de boa sorte que acho que vou jogar na mega da virada.Aí quem sabe me embrenho de uma vez no mundo literário...
    Enviei o endereço pra o mail da Angel e lerei o seu livro atentamente.Postando em seguida lá no blog minhas impressões e perguntas que me surgirem.Obrigada mais uma vez :)

    P.s: Olha que incrível este mimo ofertado pelo Luis Lauschner: junto com o livro,os contemplados receberão uma folha da árvore do Pau-Rosa.Massa!!!
    Tarde excelente á todos...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...